Fla com o tempero de Muricy Ramalho

Arão, Juan e Rodnei são os ingredientes novos na velha receita do 4-3-3

Por O Dia

Rio - Muricy Ramalho começou a desenhar o Flamengo versão 2016, no treino de segunda de manhã, em Mangaratiba. Rodinei, Juan e Willian Arão foram as peças novas usadas pelo técnico para dar maior potência à equipe, sem mudar a sua aerodinâmica do 4-3-3. Pará, César Martins e Canteros começam o ano no banco. Mancuello, contratação mais cara do clube para esta temporada, está na Argentina para resolver questões burocráticas, como o visto de trabalho.

A atividade durou quase uma hora. Paulo Victor foi mantido na equipe. Wallace formou a dupla de zaga com Juan, e Jorge completou a defesa na lateral-esquerda.

Muricy Ramalho já dá a sua cara ao FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

No meio, Márcio Araújo fez companhia a Arão na proteção à defesa e na saída de bola, enquanto Alan Patrick ficou incumbido da armação das jogadas. Sheik, Guerrero e Everton formaram o trio ofensivo. Mancuello pode entrar na vaga de Alan Patrick, ou atuar mais recuado.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Os reservas treinaram com Alex Muralha, Pará, Antônio Carlos, César Martins e Chiquinho; Jonas, Jajá, Canteros e Thiago Santos; Gabriel e Douglas Baggio.

O lateral-esquerdo Arthur Henrique treinou à parte com Ederson, Nixon, Marcelo Cirino e o zagueiro Rafael Dumas. Este chegou a participar de parte do trabalho tático no no lugar de César Martins.

Arthur Henrique e Antônio Carlos, contratados para disputar o Carioca numa equipe alternativa que não será mais usada na competição, foram apresentados nesta segunda. O primeiro mostrou timidez, mas o segundo, que já deu até o lençol em César Martins durante um treino, esbanjou confiança:

“Se Muricy me escolheu é porque viu alguma coisa de bom. Apesar do rebaixamento, me destaquei nos desarmes no Avaí. Infelizmente caímos, mas só levo para o outro ano as coisas boas. As ruins deixamos para trás. É como diz a música: ‘o tempo não para’. Hoje a minha expectativa é a maior do mundo, como a torcida.”