Flamengo atropela o Bauru e engata a sexta vitória consecutiva no NBB

Rubro-Negro passou por cima do rival no segundo período: duelo marcou a estreia do dominicano Ronald Ramon

Por O Dia

Rio - O Flamengo deu uma prova de sua força e que está abrindo caminho para brigar pela liderança e pelo título do NBB. Nada melhor do que vencer o principal rival para atestar seu potencial. O Rubro-Negro, com um segundo quarto arrasador, bateu o Bauru por 85 a 69, nesta quarta-feira, no Tijuca. Foi a sexta vitória consecutiva do Fla, que se vingou da derrota no primeiro turno, passou o adversário na tabela e agora aparece em segundo lugar, na cola do líder Paulistano.

O duelo marcou a estreia do dominicano Ronald Ramon. O ala-armador mostrou que vai ser muito útil, acrescentado poder ofensivo (marcou oito pontos) e sendo uma peça importante na rotação rubro-negra. Marquinhos, ainda debilitado devido a um quadro de Zika Vírus, começou no banco, mas mostrou que está recuperado. Ele anotou 13 pontos e foi o cestinha do time.

Além de Marquinhos, mais quatro jogadores anotaram dois dígitos na pontuação: Rafa Luz, JP Batista e Meyinsse marcaram 11 pontos cada, um a mais que Robinson.

A noite não era do Bauru. O clube abusou dos erros e defendeu mal. A pontaria não foi das melhores. Alex, por exemplo, errou sete lances livres. O pivô Hettsheimeir se "salvou" e anotou 18 pontos, sendo o cestinha do jogo. Fischer marcou 16.

O Flamengo volta à quadra no sábado, mais uma vez no Tijuca, e enfrenta o Franca, às 17h30. O Bauru na próxima rodada encara o Macaé, na casa do rival, na sexta-feira, às 19h30.

Foi a 12ª vitória do Flamengo em 15 jogos. O Bauru, que entrou em quadra com a mesma campanha do rival, agora tem uma derrota a mais e 11 triunfos, caindo para a terceira colocação.

O jogo

O Flamengo demorou a se acertar em quadra. O Bauru, sob a batuta de Hettsheimeir e uma cravada de Alex, abriu 6 a 1. Meyinsse, então, respondeu para o clube carioca. O jogo ficou equilibrado. Hettsheimeir, com duas faltas, foi para o banco. O Fla até se aproveitou e colocou vantagem, mas logo os visitantes empataram: 17 a 17. O trio Rafa Luz, Meyinsse e Robinson, com cinco pontos cada, fez 15 pontos para os donos da casa no período.

A dupla Marquinhos e JP Batista começou o segundo quarto com tudo. O Flamengo fez uma corrida de 9 a 0 (cinco pontos de Marquinhos e outros quatro do pivô). Demétrius parou o jogo. De nada adiantou. O Rubro-Negro anotou mais sete pontos consecutivamente. O período, no momento, apontava 16 a 0 a favor dos cariocas. O técnico do Bauru pediu novo tempo. A equipe tirou o zero do placar, mas viu o Fla ampliar (Ronald Ramon, estreante da noite, acertou uma de três).

O Fla, porém, passou a errar e permitiu uma reação de Bauru (40 a 26). Foi a vez de José Neto parar o duelo. O ataque rubro-negro respondeu e aumentou a vantagem para 17 pontos (47 a 30). O destaque do primeiro tempo foi Meyinsse, autor de nove pontos, um a mais do que Rafa Luz e JP Batista.

O terceiro período foi de altos e baixos. O Flamengo passou a errar um pouco mais. Porém, Bauru não se encontrava, também falhava e marcava mal. Melhor para o Rubro-Negro, que, mesmo sem conseguir imprimir o ritmo do quarto anterior, venceu a parcial (19 a 17) e colocou 19 pontos de frente: 66 a 47.

A vantagem rubro-negra passou a casa dos 20 pontos. As enterradas de Rafael Mineiro e Marquinhos levantaram a torcida. O Bauru se aproveitou de uma queda de ritmo do Fla e diminuiu a diferença. O Fla logo respondeu. Uma vitória contundente e prova de força do atual tricampeão do NBB.