Nunes revela papo com Guerrero antes do fim do incômodo jejum

Artilheiro das Decisões tinha bons números contra o Galo

Por O Dia

Rio - Maior camisa 9 da história do Flamengo, Nunes sabe como poucos o que significa vestir o Manto Sagrado. Campeão da Libertadores e Mundial em 81, o Artilheiro das Decisões conversou com Guerrero e o ajudou a quebrar o incômodo jejum de cinco meses sem balançar a rede. As dicas deram certo e o peruano fez os gols da vitória (2 a 0) sobre o Atlético-MG, quarta-feira, na estreia na Primeira Liga.

Atlético-MG, aliás, que traz boas recordações ao ex-atacante. Ele deixou seu nome na história ao fazer o gol da vitória (3 a 2) sobre o time mineiro, aos 37 do segundo tempo, diante de mais de 154 mil pagantes, no Maracanã, e levar o Flamengo ao título brasileiro de 1980.

Guerrero fez dois gols no Atlético-MGFernando Michel/Agência O Dia

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

“Os gols foram fantásticos para acabar com o momento ruim que o Guerrero vivia. Conversei com ele e o Sheik, em Recife, onde o Flamengo enfrentou o Santa Cruz. Centroavante quando chega a um time tem que se adaptar à cidade, ao clube, ao sistema de jogo. Guerrero tinha muita badalação quando chegou e isso passa grande responsabilidade. Não pode errar, pois todo mundo cobra”, explica o João Danado, que dá outras dicas.

Nunes fez história com a camisa do FlamengoArquivo O Dia

“No Flamengo, tem que estar sempre bem física e tecnicamente. Guerrero está pegando esse ritmo agora. Pelo que vivi em campo com essa camisa tem que ter muita personalidade. Estar bem na finalização , em tudo”, explica.

Após os dois belos gols contra o Galo, Nunes acredita que o pior passou para Guerrero e que, com Muricy Ramalho, veremos uma nova versão do artilheiro: “Sem marcar, o atacante fica ansioso. Ele sabe que pode fazer o gol ou fazer uma jogada para surpreender e não acontece. Isso é normal. Ele é tranquilo e tem tudo para conseguir dar sequência. Aconselho a não sair muito da área. Ele é homem de referência. O Muricy é um grande treinador e o Guerrero vai crescer muito com ele no comando.”
Palavra de artilheiro