Por fabio.klotz
Rio - Ansiedade é a palavra que define o estado de espírito de Federico Mancuello. Após boa atuação e dois gols na vitória por 6 a 1 em jogo treino-com o time sub-20, ontem, o argentino vive a expectativa de estrear pelo Flamengo, quarta-feira, contra a Portuguesa, e deixa sua escalação nas mãos do técnico Muricy.
Mancuello destaca gana para defender o FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

“Não sei se sou titular. O treinador é quem escolhe. O importante é o que fizemos hoje (sexta-feira). Mostro que quero ajudar, jogar”, afirmou Mancuello. E completou: “Estou com muita gana, muita vontade de vencer. Não sei se vou aguentar os 90 minutos, mas fizemos um trabalho bom e estou em casa.”

Além de Mancuello, Gabriel também marcou duas vezes no jogo-treino que não contou com os titulares. Thiago Santos e Felipe Vizeu completaram o placar. A atividade animou o argentino, que ainda busca adaptação ao país e rejeita rótulos.

“Desde o primeiro dia, todos disseram que a adaptação seria mais fácil pelo grande grupo de trabalho que temos. Estou sofrendo um pouco com o calor. Mas estou melhor fisicamente e, como disse no dia em que cheguei, não sou estrela. Venho colaborar”, declarou.
Publicidade
Mancuello aproveitou a coletiva para explicar um vídeo dele que vazou, no qual disse ter vindo para o Rubro-Negro para ‘ser feliz e ganhar do Vasco’.
“A pessoa me havia dito que era para um amigo e depois terminou na Internet. Sei da rivalidade que há, mas o jogo não é mais que uma partida de futebol. Não tive a intenção de ofender ninguém”, garantiu.
Publicidade
Sem arrependimentos
O volante Willian Arão causou polêmica ao trocar o Botafogo pelo Flamengo e não se arrepende, como contou ao programa Globo Esporte: “Jogar no Flamengo era um sonho.” E falou sobre os dois clubes.
Publicidade
“Não dá para comparar, né? É bem diferente mesmo. Tem uma cobrança maior, uma proporção maior.”