Por fabio.klotz

Venezuela - Com a ferida aberta e ainda doendo, o Flamengo voltou à quadra um dia após perder para o Bauru na semifinal e amargou uma nova derrota, desta vez para o Mogi das Cruz, neste sábado, por 73 a 71, na Venezuela, e terminou a Liga das Américas na quarta colocação. A viagem para o Rio será longa e frustrante.

O sonho de ser bicampeão da Liga das Américas acabou na sexta-feira, contra o Bauru, quando o Flamengo viu a vantagem de 17 pontos, no último quarto, ir para o ralo. E nem mesmo a "consolação" de ser terceiro, como aconteceu no ano passado,  o Rubro-Negro conseguiu desta vez para diminuir a dor e o sofrimento.

Flamengo amargou mais uma derrota e terminou a Liga das Américas na quarta colocaçãoDivulgação

Contra o Mogi, o Flamengo fez um jogo de altos e baixos. Chegou a colocar dez pontos no início do duelo, mas logo demonstrou a irregularidade ofensiva, algo a ser corrigido para a sequência do NBB. O Rubro-Negro, já na quarta-feira, às 20h, tem o clássico com o Brasília pela frente, no Tijuca.

O cestinha da partida foi Shamell, de Mogi, com 19 pontos. Ainda pelo clube paulista, Lucas Mariano marcou 15, quatro a mais que Paulão Prestes. Pelo Fla, Marquinhos assinalou 16 pontos, três a mais que Meyinsse. Marcelinho e Ronald Ramon marcaram 11 cada.

O jogo

O Mogi começou com uma corrida de 4 a 0, mas o Flamengo respondeu com uma sequência de 14 a 0, com aproveitamento nas bolas longas de Marquinhos e Olivinha, e forçou Danilo a parar o jogo. O clube paulista se aproveitou dos erros rubro-negros e encostou no placar, sob o comando de Paulão Prestes. O ataque carioca parou de pontuar e passou a amassar o aro nos tiros de três (foram sete errados). A diferença caiu para um ponto (18 a 17).

Time de José Neto apresentou um jogo de altos e baixos e foi castigadoDivulgação

O Flamengo insistiu nas bolas longas, sem sucesso, e errou em demasia no começo do segundo período. O Mogi das Cruzes assumiu o controle do placar (23 a 19). José Neto parou o jogo. A diferença pulou para oito pontos, mas finalmente o Rubro-Negro reagiu, com cinco pontos em sequência (27 a 24). Foi a vez de Danilo pedir tempo. Entre altos e baixos, o Mogi das Cruzes foi para o intervalo vencendo por sete pontos: 39 a 32.

O Rubro-Negro cometeu nove erros no primeiro tempo. Marquinhos fez nove pontos, um a mais do que Meyinsse. Pelo lado de Mogi, Shamell e Paulão marcaram nove pontos cada.

Sob a batuta de Marquinhos, o Flamengo começou melhor o terceiro quarto. Marcelinho saiu do banco e aumentou a reação rubro-negra. O clube carioca empatou o jogo. Porém, novamente caiu ofensivamente e viu a diferença voltar para sete pontos e entrou no último período por seis: 58 a 52.

O Flamengo lutou, lutou, encostou no placar, mas perdeu a chance de empatar por duas vezes. O Mogi das Cruzes foi mais preciso no momento decisivo e ficou com o terceiro lugar da Liga das Américas.

Você pode gostar