Por renata.amaral

Rio - Ainda que a grande protagonista da partida entre Flamengo e Madureira tenha sido a chuva, houve espaço para um jogador se destacar em campo. Gabriel começou jogando pelo meio, mas com a saída de Marcelo Cirino, se adaptou ao lado do campo. O jogador foi a grande estrela do Rubro-Negro no dia, sofrendo, inclusive, o pênalti que deu origem ao único gol do jogo. O meia foi elogiado por Muricy Ramalho, que aprovou sua participação na equipe.

LEIA MAIS: Flamengo sofre com chuva, mas vence na estreia na Taça Guanabara

"É um jogador muito interessante, se adapta muito bem a qualquer lugar. Começou de meia, foi para o lado. É um jogador importante, se mexe demais, com muita velocidade pelos lados. Vamos precisar de grupo e ele está crescendo muito. Não é surpresa para mim", disse o comandante.

Muricy Ramalho elogiou desempenho de GabrielGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

A entrada de Alan Patrick em campo também melhorou a performance rubro-negra. O jogador ficou ausente nas últimas partidas por conta de dores no púbis, mas retornou bem ao grupo neste sábado.

"É um jogador como Ederson. Estamos cuidando muito dele, pois estava com um desequilíbrio muscular muito grande. Ele também ficou gripado, o que atrapalhou. Mas hoje entrou e deu qualidade ao time. Não poderia arriscar de colocá-lo no primeiro tempo. É um atleta que ainda está longe do ideal, pois parou muito tempo. Estamos com um cuidado muito grande com estes jogadores", analisou Muricy.

Antes de voltar a campo pelo Campeonato Carioca, o Flamengo viaja para Sergipe para encarar o Confiança, na estreia da Copa do Brasil. As equipes se enfrentam na quarta-feira, às 21h45, no Batistão.

"Já estive em jogos lá. As informações são boas em relação ao gramado, um estádio muito bom. Nada de condições excepcionais. Já está tudo programado, mas estamos precavidos, são muitos jogos seguidos e a gente viaja todo jogo. Não podemos perder nossos jogadores", concluiu o técnico.

Você pode gostar