Para driblar cansaço, Muricy Ramalho fará 'rodízio' entre atletas do Flamengo

Técnico falou sobre desgaste físico dos jogadores rubro-negros

Por O Dia

Rio - O Flamengo está disputando três competições simultaneamente: o Campeonato Carioca, a Primeira Liga e a Copa do Brasil. A maratona de jogos tem feito a equipe rubro-negra sentir o desgaste físico. Apesar disso, o time de Muricy Ramalho tem tentado superar o cansaço ao entrar em campo. Após o empate com o Fluminense em 0 a 0, neste domingo, o técnico da equipe da Gávea já definiu o que fará para driblar a dificuldade dos atletas.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

"Na preleção eu disse para eles passarem por cima da dor, não podiam sentir nada e serem parceiros no campo. Eles foram parceiros. Alguns estão entrando em forma, como o Ederson. Mancuello daqui a pouco também volta. O time está encorpando. Chegamos à conclusão que mais para a frente temos que fazer um rodízio, porque senão vai ser difícil aguentar essa maratona", disse Muricy.

Muricy Ramalho falou sobre o cansaço dos atletasGilvan de Souza / FlaImagem

Apesar do desgaste dos jogadores, o treinador optou pela estratégia de não fazer muitas mudanças durante a partida. Muricy mexeu no time apenas no segundo tempo, quando trocou Ederson por Alan Patrick e Marcelo Cirino por Gabriel.

"Se for para mexer no time, é para fazer algo. Se for mexer por mexer, é melhor deixar quem está lá, porque quando alguém entra não está no mesmo ritmo dos outros. Além disso, num clássico como esse tem que guardar alguma coisa até o final, porque alguém pode ser expulso, ter um problema muscular... essas coisas podem acontecer", explicou.

O Flamengo volta a campo na quarta-feira, às 21h30, pela semifinal da Primeira Liga, contra o Atlético-PR. Pela Taça Guanabara, o Rubro-Negro, terceiro colocado, com quatro pontos, encara o Volta Redonda, no sábado, às 18h30, no Raulino de Oliveira.