Sequência sem vencer não preocupa Muricy: 'Futebol demora um pouquinho'

Técnico do Flamengo sai em defesa de Guerrero, que perdeu chance cara a cara com Jefferson no clássico com o Botafogo

Por O Dia

Minas Gerais - A bola voltou a entrar. Mas ainda não foi desta vez que o Flamengo se reencontrou com a vitória. O empate com o Botafogo, neste sábado, em Juiz de Fora, representa o sexto jogo seguido sem triunfo do Rubro-Negro - são três derrotas e três empates. Muricy Ramalho mostra tranquilidade com a fase e destaca o início de trabalho à frente do Fla.

Muricy destaca semana livre para treinar e colocar o Flamengo na ponta dos cascosGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Não me deixa preocupado (seis jogos sem vencer). É novo trabalho, os jogadores estão se conhecendo, um time não se forma assim. Não se contrata assim nove jogadores e no outro dia tem resultado. Futebol demora um pouquinho. Esperava dificuldades, mas acontece que no Brasil a gente vê pouco o trabalho. Estamos jogando, trabalhando, mas ninguém quer saber de nada. A torcida viu que tentamos contra o Vasco e hoje também. Vão nos apoiar, só assim que a gente sai dessa situação, com apoio", declarou o técnico.

Muricy saiu em defesa de Guerrero. Assim como no clássico com o Vasco, o atacante teve chance clara para marcar - ficou cara a cara com Jefferson -, mas desperdiçou. O técnico valorizou o empenho do peruano, que jogou três jogos em cinco dias.

"A gente tem de saber analisar friamente. Fazer o que ele fez esta semana é um absurdo. Não pedimos isso, mas sei o que ele fez. Foi absurdo. Chegou, jogou o tempo todo outra vez, mas não se prepara para o jogo. E vêm também a parte mental, a ansiedade, além da parte física. Às vezes está na cara do goleiro e não está pronto para fazer. Mas é ao contrário: temos de elogiar o comprometimento que ele tem. Pela história que ele tem, fazer o que está fazendo tem de dar os parabéns. Falta treino também, o que gente não está conseguindo. Com certeza ele bem descansado e treinado vai nos ajudar bastante", avaliou.

O Flamengo agora terá um refresco no calendário e só volta a campo no sábado, quando vai enfrentar o Boavista, às 16h, em Volta Redonda. Uma importante para recarregar as baterias e colocar o time na ponta dos cascos.

"Estamos no automático. A gente vai em casa, troca de roupa e vai embora. O time está muito na vontade. E só isso não serve. Saímos atrás hoje e conseguimos recuperar. Mas ao mesmo tempo não perdemos nenhum jogador. Fizemos revisão rápida no vestiário e vimos isso. Temos semana para trabalhar e vamos recuperar o time para essa importante reta final", declarou Muricy.

Com seis pontos, o Flamengo está na sexta colocação da Taça Guanabara.