Flamengo enfrenta o Boavista e muda de cara para reencontrar a vitória

Muricy vai de 4-4-2 para acabar com jejum e continuar na briga

Por O Dia

Rio - Muricy Ramalho aposta em Mancuello e Alan Patrick para voltar a vencer, neste sábado, contra o Boavista, às 16h, no Raulino de Oliveira. Um jogo transformado em decisão pela campanha irregular do Flamengo em 2016. Em vez de estar com a classificação encaminhada, como Fluminense, Vasco e Botafogo - os dois primeiros precisam de apenas uma vitória, enquanto o terceiro depende apenas de si -, os rubro-negros, em sexto lugar, correm o risco de chegar à última rodada da Taça GB eliminados em caso de derrota.

Guerrero tem a missão de acabar com a seca de gols e ajudar o Flamengo contra o BoavistaGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

“É decisão, em decisão tem de fazer sempre um pouco mais que os outros, e estamos prontos”, disse Muricy.

Desta vez, a equipe será escalada no 4-4-2. Segundo o técnico, a alteração na formação serve para tornar o Flamengo menos previsível diante dos adversários. A ideia não é abandonar de vez o sistema com três atacantes, mas construir alternativas.

“O adversário já estava identificando o nosso modo de jogar. Aquela maneira (4-3-3) já está boa, e agora temos que ter outra variação. Temos dois jogadores no meio-campo, que são o Patrick e o Mancuello, que sabem jogar”, disse o treinador.

>Mancuello não joga desde a goleada por 5 a 0 sobre o Resende, no dia 28 de fevereiro, quando sofreu uma lesão no joelho direito. Alan Patrick, antes reserva, tem recebido novas oportunidades. Contra o Botafogo, fez um bonito gol. Sua forma de jogar começa a conquistar a comissão técnica, assim como aconteceu durante um período em 2015.

“O Patrick é o mais técnico. O Mancuello, um pouco mais agressivo, mas é um cara que faz a leitura dentro de campo, lidera o time, se posiciona. Os dois têm a bola parada muito boa, então a gente tem um pouco de variação. Os dois se movimentam muito bem”, afirmou o treinador, que não sabe por quanto tempo o apoiador argentino vai conseguir ficar em campo.

Julgamento de Guerrero

O atacante Guerrero e o zagueiro Rodrigo, do Vasco, serão julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio na terça-feira, às 16h. Os dois foram denunciados com base em imagens da transmissão de TV por trocarem agressões e provocações no clássico disputado em Brasília, pela quarta rodada da Taça Guanabara. Zagueiro reserva do Vasco, Jomar, expulso no banco, será julgado no mesmo dia.

Guerrero, que deu uma cotovelada em Rodrigo, foi denunciado com base no artigo 254-A, que fala em agressão física. O Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê punição de quatro a 12 jogos. Rodrigo, por sua vez, pode ser punido com até seis partidas de suspensão. O zagueiro beliscou o peito de Guerrero e foi denunciado pela Procuradoria no artigo 258.

O relator dos processos será Carlos Eduardo Gevaerd. Entre as testemunhas convocadas, está o árbitro da partida, Wagner do Nascimento Magalhães.

Escalações

Flamengo: Paulo Victor; Rodinei, Juan, Wallace e Jorge; Cuéllar, Willian Arão, Mancuello e Alan Patrick; Marcelo Cirino e Guerrero; Técnico: Muricy Ramalho.

Boavista: Vinícius; Thiaguinho, Anderson Luiz, Luiz Alberto e Davi; Douglas Pedroso, Júlio César, Guilherme Costa e Romarinho; Matheus Paraná e Leandrão; Técnico: Rodrigo Beckham.