Após voltar a marcar pelo Fla, Guerrero é exaltado por Muricy: 'Ele é goleador'

Atacante peruano, que ficou cinco partidas sem balançar a rede, voltou a fazer gol na vitória por 3 a 0 sobre o Boavista

Por O Dia

Rio - Não foi apenas o Flamengo que desencantou no sábado. A vitória por 3 a 0 sobre o Boavista marcou também o fim da má fase de Paolo Guerrero. O peruano, que não marcava desde o empate com o Figueirense, na Primeira Liga, voltou a balançar a rede e foi bastante elogiado pelo técnico Muricy Ramalho.

"Ele é goleador, artilheiro. Já joguei com vários goleadores e já dirigi vários. Eles não conseguem viver sem gol. Mesmo quando o time ganha, o cara sai chateado quando não faz gol. O cara fica doente mesmo. Ele estava procurando a oportunidade o tempo todo. Guerrero é a palavra mesmo. O que esse jogador fez essa semana mostra que é um cara realmente muito profissional. Todo dia está querendo melhor, e quando ele achar o caminho, os gols vão voltar a sair naturalmente", disse Muricy.

Guerrero teve boa atuação contra o BoavistaDivulgação

Outro fator que chamou a atenção do treinador rubro-negro foi a dupla formada por Alan Patrick e Mancuello, que voltou a jogar após 40 dias parado.

"Acho que os dois realmente se completam, quando perdia a bola cada um ia marcar o lateral. Acho que temos dois volantes que saem bastante, e a organização quem tem que fazer são Mancuello e Patrick. Eles têm toda a liberdade para jogar atrás dos volantes adversários, são jogadores que pensam, e temos de respeitar as características deles. Funcionou algumas vezes, e mudamos um pouco a nossa maneira de jogar", afirmou o técnico, que completou:

"O Alan foi meu jogador no Santos, época boa do Santos. É um jogador raro, de bom passe e muito bom no um contra um. É coisa rara. Só que ele precisa brigar um pouco mais no meio, que é um setor onde se briga bastante. Com certeza ele tem que acrescentar isso, um pouquinho mais de dinâmica, se mexer um pouco mais e entrar na área."

O Flamengo encara o Bangu, no próximo domingo, às 16h, no Moacyrzão.