Um inesperado jogo de risco para o Fla

Rubro-Negro chega à última rodada contra o Bangu ainda na briga pela vaga

Por O Dia

Flamengo busca classificação no CariocaGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Rio - A trôpega campanha do Flamengo na Taça Guanabara derrubou as previsões da comissão técnica. Internamente, esperava-se que o time disputaria o título na última rodada, com a classificação para a semifinal do Campeonato Carioca já assegurada. A irregularidade do time, porém, transformou em jogo de vida ou morte o duelo com o Bangu, hoje, às 16h, no Moarcyzão.

Somente uma vitória assegura ao Flamengo a vaga, independentemente de outros resultados. No caso de um empate, o Rubro-Negro só passará se o Volta Redonda não ganhar do Madureira. E, no pior cenário, com uma derrota, Guerrero & Cia se classificam apenas se, além do Volta Redonda, o Boavista não superar o Botafogo. Em resumo: é melhor se garantir.

“Com certeza, nós queríamos estar falando de classificação agora. Queremos sempre estar na ponta da tabela. Ainda não veio, mas estamos vivos, só depende da gente. Será um jogo decisivo no domingo, vamos buscar a classificação”, disse Paulo Victor, que emendou:

“Oscilação teve, sim, mas tem coisas que passaram que não conseguimos explicar. São muitos fatores que fazem a diferença. Jogos fora, viagens... Não estou aqui para dar desculpa, mas são coisas que aconteceram mesmo. Como passar a noite no avião para treinar no dia seguinte e jogar no outro. Isso aconteceu, não posso fugir disso.”

Embora pregue respeito ao adversário, Paulo Victor traz a responsabilidade para o Flamengo: “O que a gente briga é maior do que o que eles brigam. Não podemos entrar achando que é um jogo normal, porque não é.”