Flamengo bate o Bangu, garante a vaga e vai enfrentar o Vasco na semifinal

Rubro-Negro faz outra partida de altos e baixos; Cirino marca pelo quarto jogo consecutivo; Guerrero também deixa o dele

Por O Dia

Rio - Aos trancos e barrancos, o Flamengo se garantiu na semifinal do Campeonato Carioca. A vitória sobre o Bangu, neste domingo, por 3 a 0, no Moacyrzão, é o retrato da campanha do time na Taça Guanabara: de altos e baixos. O Rubro-Negro não empolgou e jogou abaixo do esperado - o placar não refletiu a atuação do time. Na parada técnica do segundo tempo, Muricy Ramalho mostrou sua insatisfação com o desempenho com uma sonora bronca. Agora, o Fla, que terminou a Taça Guanabara na quarta colocação, com 12 pontos, vai enfrentar o Vasco na semifinal (a data e horário não estão confirmados). O rival, por ter feito melhor campanha, tem a vantagem do empate.

Marcelo Cirino abriu o caminho para a vitória do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

O Flamengo, contra o Bangu, mostrou por que sofreu na Taça Guanabara - chegou a figurar fora da zona de classificação. O Rubro-Negro sofreu para criar - sempre pecando no último passe/cruzamento. A atuação burocrática ainda rendeu espaços ao time da Zona Oeste, que mandou bola no travessão e parou em Paulo Victor, mostrando a vulnerabilidade defensiva.

Agora, o Flamengo terá, no mínimo, duas decisões pela frente para testar seu potencial, acabar com os altos e baixos e salvar o primeiro semestre. Antes da semifinal contra o Vasco, o Rubro-Negro enfrenta o Confiança, quarta-feira, às 21h45, em Volta Redonda, pela Copa do Brasil. Como perdeu o jogo de ida por 1 a 0, o Rubro-Negro precisa vencer por dois gols de diferença. Se vencer por 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis.

O jogo

O Flamengo ameaçou logo no primeiro minuto. Marcelo Cirino recebeu dentro da área, mas foi travado pela zaga. Com maior posse de bola, o Rubro-Negro buscava pressionar o rival. Alan Patrick achou Mancuello pela esquerda. O chute do meia argentino levou perigo. Depois, Guerrero ganhou pelo alto, mas Célio Gabriel defendeu a cabeçada em dois tempos.

FOTOGALERIA: Fla derrota o Bangu e encara o Vasco na semifinal

O Rubro-Negro dominava, mas encontrava dificuldade para criar. Faltava acertar o último passe ou cruzamento. O Bangu buscava o contra-ataque. Num raro momento em que se lançou ao ataque, Magnum chutou de fora. Paulo Victor defendeu com segurança. A torcida do Fla já mostrava impaciência e ficou ainda mais irritada quando Mauro Silva, pela direita de ataque, ficou cara a cara com Paulo Victor. Porém, emendou para fora.

Jorge fez o terceiro gol do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

A resposta do Flamengo foi fatal e acalmou os ânimos. Willian Arão cruzou pela direita e achou Marcelo Cirino, que até então se limitava à ponta. O atacante, com um toque de esquerda de primeira, abriu o placar. Foi o quarto jogo seguido em que Cirino marca, sendo o sétimo gol dele ao todo no Carioca. O Bangu quase empatou. Giovanni Carioca se aproveitou de vacilo da zaga e, entre os zagueiros, desviou para fora. Paulo Victor só torceu e olhou a bola sair.

O segundo gol rubro-negro quase saiu no primeiro minuto da etapa final. Após cruzamento da direita, Guerrero finalizou para fora, com perigo. A resposta do Bangu também foi com bola levantada para área. Giovanni Carioca surgiu livre, mas parou em Paulo Victor, que salvou o Flamengo. O clube da Zona Oeste ameaçou de novo. A cobrança de falta de Magnum explodiu no travessão.

O Flamengo respondeu com um chute de fora da área de Guerrero. Célio Gabriel mandou para escanteio. Muricy Ramalho fez a primeira alteração. Ederson entrou no lugar de Alan Patrick. Destaque nos últimos jogos, o meia teve atuação apagada contra o Bangu. Na parada técnica, insatisfeito com a atuação do time, Muricy não economizou na bronca.

Oportunidade para fazer o segundo gol surgiu. Após cobrança de falta de Mancuello, Wallace surgiu livre, mas desviou para fora. Depois, Cirino ganhou na velocidade pela direita. Guerrero acompanhava o lance com liberdade pela área, sozinho. Porém, o cruzamento foi com força e matou a jogada. A entrega de Guerrero foi recompensada. O Fla exibia o velho problema de criação. Foi aí que um erro ajudou. Anderson Penna furou a bola dentro da área. O atacante se aproveitou, ficou com ela e emendou para o fundo da rede: 2 a 0.

Guerrero teve oportunidade de ampliar. Ele avançou com liberadade, ficou cara a cara com Célio Gabriel, mas bateu para defesa do goleiro. O terceiro gol saiu com Jorge. Ele ficou com rebote e definiu o placar.

FICHA TÉCNICA

BANGU 0X3 FLAMENGO

Estádio: Moacyrzão
Público e renda: 4.363 pagantes / 5.265 presentes / R$ 103.400,00
Árbitro: Péricles Bassols
Gols: Marcelo Cirino (Flamengo, aos 38' do 1ºT), Guerrero (Flamengo, aos 36' do 2ºT) e Jorge (Flamengo, aos 45'do 2ºT)
Cartão amarelo: Juan (Flamengo) e Giovanni Carioca (Bangu)
Cartão vermelho: -

BANGU: Célio Gabriel; Paulo Barrach (William Amendoim, no intervalo), Paulo Henriques, Anderson Penna e Guilherme; Mauro Silva, Júnior, Giovanni Carioca, Magnum e Almir (Magno, aos 21' do 1ºT); Igor Goulart (Carlinhos, aos 22' do 2ºT); Técnico: Mário Marques.

FLAMENGO: Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Cuéllar, Willian Arão, Mancuello (Chiquinho, aos 45' do 2ºT) e Alan Patrick (Ederson, aos 11'do 2ºT); Marcelo Cirino (Gabriel, aos 38' do 2ºT) e Guerrero; Técnico: Muricy Ramalho.