Por fabio.klotz

Rio - O Flamengo está a uma vitória da semifinal do Novo Basquete Brasil. Nesta quinta-feira, o Rubro-Negro bateu o Rio Claro por 93 a 73, no Tijuca, e abriu 2 a 0 na série melhor de cinco. Tricampeão consecutivo do NBB (são quatro títulos ao todo), o Fla pode selar a classificação neste sábado, no jogo 3, novamente no Tijuca, às 14h10.

JP Batista foi um dos destaques da vitória do Flamengo sobre o Rio ClaroGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

O jogo interno rubro-negro fez a diferença. Olivinha, Rafael Mineiro, Meyinsse e JP Batista, homens do garrafão, foram responsáveis por 53 pontos, além de dominarem os rebotes. O ala-pivô Olivinha foi o cestinha do duelo, com 20 pontos. JP marcou 15, cinco a mais do que Mineiro. Meyinsse, que pegou 15 rebotes, sendo seis ofensivos, anotou oito pontos.

Pelo lado de Rio Claro, o principal pontuador foi o armador Tatu, autor de 18 pontos, um a mais do que Dedé. O clube paulista lutou, dificultou a vida rubro-negra em alguns momentos, mas a superioridade carioca prevaleceu.

O jogo

O primeiro quarto foi equilibrado. A dupla Tatu e Guilherme Deodato deu trabalho ao Flamengo. Eles foram responsáveis por 16 dos 20 pontos do Rio Claro na parcial. O elenco rubro-negro fez a diferença. JP saiu do banco e fez sete pontos, com 100% de aproveitamento nas tentativas. Outro destaque do clube carioca foi Robinson, autor de seis pontos. Desta forma, o Fla venceu por 24 a 20.

O garrafão com Rafael Mineiro e JP Batista funcionava. O Flamengo ampliou a vantagem para oito pontos (30 a 22) e obrigou o técnico Dedé a parar o jogo. De nada adiantou. O Rubro-Negro fez mais oito pontos em sequência. A diferença pulou para 16 pontos (38 a 22). Novo tempo de Rio Claro. O time paulista respondeu com quatro pontos seguidos. Foi a vez de José Neto brecar a partida. O time rubro-negro oscilava. O rival aproveitou para encostar no placar. O Fla foi para o intervalo com seis pontos de frente: 40 a 34.

Sob a batuta de Olivinha, destaque no começo do terceiro período, o Flamengo voltou a abrir vantagem. A diferença pulou para 13 pontos (54 a 41). Dedé pediu tempo. O Rio Claro tentou reagir, mas ficou em situação complicada. O Rubro-Negro foi para o último quarto com 15 pontos de frente: 67 a 52.

O Rio Claro lutou, não se entregou, mas o Flamengo não deu brechas para uma reação. Com propriedade, venceu de novo e está a um triunfo da semifinal do NBB.

Você pode gostar