Em Volta Redonda, Flamengo tenta começar Brasileiro com o 'pé direito'

Duelo de Rubro-Negros acontece neste sábado no Raulino

Por O Dia

Rio - O Flamengo precisa vencer a desconfiança para superar o Sport na estreia do Campeonato Brasileiro, às 16h, no Raulino de Oliveira. Sem novos reforços, Muricy Ramalho tenta, com os mesmos ingredientes, fazer um bolo diferente daquele que solou no Carioca e na Primeira Liga e que corre o risco de desandar também na Copa do Brasil.

Muricy Ramalho faz a sua primeira partida no Brasileiro pelo FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Nesta sexta-feira, no treino em Volta Redonda, Muricy Ramalho escondeu o jogo. A tendência é que Sheik volte ao time. Everton disputa vaga na frente com Marcelo Cirino. A falta de ritmo dos dois primeiros pode pesar na decisão do treinador. Guerrero está confirmado como referência no ataque.

A expectativa é de que o time entre com fôlego renovado, depois de disputar apenas uma partida em 19 dias — derrota para o Fortaleza por 2 a 1, pela Copa do Brasil. O desgaste com as viagens, consequência do fechamento do Maracanã, foi justificativa recorrente a cada resultado negativo em 2016.

Se as idas a Volta Redonda também são desgastantes, é reconfortante estrear no estado do Rio. O retrospecto recente em primeiras rodadas do Brasileiro indica que o Flamengo se sente mais à vontade para começar a competição o mais perto de casa possível.

Em Macaé, o Rubro-negro ganhou pela última vez na abertura do Brasileiro — 4 a 0 sobre o Macaé, em 2011. Nos anos seguintes, acumulou uma derrota, em 2015, para o São Paulo, no Morumbi, e três empates, diante de Goiás e Santos, no Mané Garrincha, em 2014 e 2013, respectivamente, e o próprio Sport, na Ilha do Retiro, em 2012.

Em Volta Redonda, o Flamengo poderá provar também que é possível ser competitivo no Brasileiro sem o Maracanã. Um tropeço, porém, aumentará a pressão e fará crescer o fantasma de que, sem sua casa, o Rubro-Negro entra enfraquecido.