'Não pode pensar que está tudo ruim', decreta Jayme após a eliminação do Fla

Ainda assim, auxiliar técnico afirmou que time precisa melhorar

Por O Dia

Rio - Jayme de Almeida assumiu o comando do Flamengo na partida desta quarta-feira, contra o Fortaleza, carregando nas costas o 'peso' de já ter sido campeão da Copa do Brasil à frente do time. Mas a experiência a favor não foi o suficiente para impedir a derrota por 2 a 1 e a eliminação precoce. Tendo agora o lado negativo de vivenciar a pior campanha do Rubro-Negro na competição, o auxiliar de Muricy Ramalho - que se recupera de uma arritmia cardíaca - evitou o discurso de reformulação na equipe.

"Quando tem uma derrota dessas, um time como Flamengo, com a história que tem na Copa do Brasil, realmente é muito chato. Não pode pensar que está tudo ruim, está tudo uma droga, mas com certeza tem que melhorar. Tem que melhorar e dar apoio", disse Jayme, que completou:

"Tem que dar parabéns ao Fortaleza sem tirar culpa da gente. Nosso time lutou o tempo inteiro, não fez uma partida boa. Começou perdendo, se impacientou."

O Flamengo não terá muito tempo para lamentar a derrota. No domingo, às 16h, já encara o Grêmio, na Arena do Grêmio, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

"É fazer campanha boa no Brasileiro. Tem a Sul-Americana, mas é um pouco mais para a frente. O Brasileiro começou, temos que voltar as atenções para no domingo já enfrentar o Grêmio", concluiu.