Flamengo é campeão brasileiro feminino e quebra hegemonia paulista

Fla vence por 2 a 1 e faz a festa em São José do Rio Preto

Por O Dia

São Paulo - O Flamengo estragou a festa do Rio Preto, que buscava o bi do Campeonato Brasileiro Feminino, e conquistou um título inédito nesta sexta-feira. Mesmo jogando fora de casa, no Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto (SP), o time carioca venceu por 2 a 1 e quebrou a hegemonia paulista na competição em sua quarta edição, que reuniu 20 clubes.

Flamengo é campeão brasileiro femininoRicardo Stuckert / CBF / Divulgação

Nos três campeonatos anteriores, um time paulista se sagrou campeão. Além do Rio Preto no ano passado, ficaram com o título a Ferroviária (2014) e o Centro Olímpico (2013). O time carioca disputa o Brasileiro pelo segundo ano seguido e desde 2009 é mantido em parceria com a Marinha.

Na última terça-feira, no Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ), o Rio Preto ganhou por 1 a 0 e tinha a vantagem do empate diante de seus torcedores. Mas não conseguiu suportar a pressão do Flamengo, que faturou o título por conta do número de gols marcados fora de casa. O placar agregado ficou igual: 2 a 2.

O Rio Preto, dono da melhor campanha na competição, tinha uma boa vantagem e poderia até ser apontado como favorito. Estava invicto havia 11 jogos e tinha 100% de aproveitamento em casa, com seis vitórias.

O jogo

Logo aos cinco minutos, Larissa sofreu pênalti de Mônica e ela mesma converteu, colocando o Flamengo na frente. No entanto, três minutos depois, Karen derrubou Kamila dentro da área. Siméia foi para a cobrança e deixou tudo igual. A partida continuou movimentada e o time carioca voltou a ficar na frente aos 43 minutos. Gabi chutou, contou com a falha de Luciana e, no rebote, marcou 2 a 1.

Na volta do intervalo, o Rio Preto começou o segundo tempo esboçando uma forte pressão sobre o visitante, que conseguiu segurar o ímpeto inicial. Graças à experiência de Tânia Maranhão, zagueira da seleção brasileira. Sem conseguir marcar, o time paulista ficou nervoso e perdeu uma boa oportunidade com Gabriela, que chutou por cima. No finzinho, Bárbara invadiu a área livre e Luciana ainda salvou o terceiro gol carioca.