Jayme de Almeida aprova postura do Fla: 'Dá esperança boa para o futuro'

'Jogou como time grande, como Flamengo, que não pode se acovardar', declarou o auxiliar após a derrota para o Grêmio

Por O Dia

Porto Alegre - O futuro do Flamengo é nebuloso. O clube vive crise dentro e fora de campo. O departamento de futebol é questionado. O técnico Muricy Ramalho se recupera de um problema de saúde. O time amargou uma derrota para o Grêmio, em Porto Alegre, pelo Brasileiro. No meio deste turbilhão, Jayme de Almeida tenta arrumar a casa. O triunfo não veio, mas, de acordo com o auxiliar, a postura dá esperança de dias melhores.

"A postura do time achei ótima. Tinha conversado que seria difícil, mas jogou como time grande, como Flamengo, que não pode se acovardar. Não pode dar parabéns, mas dá uma esperança boa para o futuro", declarou Jayme.

Contra o Grêmio, Jayme de Almeida barrou Willian Arão e Mancuello, dando oportunidade a Márcio Araújo e Alan Patrick. Segundo ele, Muricy Ramalho, ainda afastado se recuperando de problema de saúde, gostou.

"A ideia partiu de mim e do Tata. Claro que o Muricy ligou, afinal, é inegável que ele ainda é o comandante. Ninguém é dono da verdade, então temos de ouvir as opiniões. Muricy gostou da ideia, nos apoiou e deu tranquilidade", explicou.

Ainda sem saber se terá Muricy, o Flamengo volta a campo na quarta-feira para enfrentar a Chapecoense, às 21h, no Raulino de Oliveira.