Bauru domina um Flamengo apático e empata a série final do NBB em 2 a 2

A vitória por 94 a 81 adiou a decisão para o Jogo 5, no Rio

Por O Dia

Marília - Em nada lembrou o atual tricampeão do NBB. O Flamengo entrou apático em quadra, na tarde deste sábado, na partida que poderia decidir o campeão da oitava edição do campeonato e se viu dominado pelo adversário durante a partida. O Bauru, mais organizado e superior durante todo o tempo, venceu o jogo 4 da final por 94 x 81, no Ginásio Neusa Galetti, e empatou a série em 2 a 2. Com isso, a decisão volta para o Rio, na Arena Carioca 2, no próximo sábado, às 14h10.

O Flamengo parece ter demorado a entrar em quadra. O primeiro quarto foi decisivo para que o Bauru saísse vitorioso. Isso porque o time de casa abriu vantagem no início e depois teve apenas de administrar a superioridade no placar. Totalmente dominado pelo Bauru, que chegou a abrir vantagem de 14 a 2, o Rubro-Negro não conseguia reagir. O placar final demonstrava a superioridade dos donos da casa em quadra: 28 a 13. Foram 18 pontos em bolas de três, em 11 arremessos tentados.

Flamengo perdeu para o Bauru e a série está empatadaFotojump/LNB

No segundo quarto, o Rubro-Negro conseguiu ter uma pequena reação - nada que fosse suficiente para parar o embalado Bauru. O aproveitamento de bolas de longa distância diminuiu, mas o Bauru continuou com larga vantagem no placar. Com parcial de 23 a 17, o time paulista chegou a 51 a 30 no marcador.

A volta do intervalo teve como protagonista uma confusão entre jogadores, comissões técnicas e torcedores. Ricardo Machado, fisioterapeuta rubro-negro e irmão de Marcelinho, foi expulso pelo árbitro. Em seu caminho rumo ao vestiário, acabou agredido por um torcedor do Bauru. Irritado, o membro da comissão voltou à quadra para reclamar, dando início a uma confusão generalizada. De volta ao jogo, foi o quarto mais equilibrado da partida. Com uma melhora significativa da equipe rubro-negra nos dois primeiros minutos, a parcial ficou em 26 a 25.

O Flamengo só conseguiu reagir de fato na etapa final da partida. A equipe de José Neto atacou de forma melhor e organizada, chegou a fazer 26 pontos no quarto e diminuiu a vantagem adversária para 13 pontos. O desempenho final não foi suficiente para virar o placar e se sagrar campeão ainda no jogo 4. Com isso, a decisão vai para a última partida, no Rio, que decidirá se o Rubro-Negro conquista o tetaracampeonato consecutivo do NBB, ou se o Bauru leva o título inédito.

Os destaques do lado do Bauru foram três. Jefferson, que anotou 22 pontos, 12 rebotes e duas assistências. Robert Day fez 24, além de dois rebotes e uma assistência. Já Hettsheimeir chegou a 16 pontos, sete debotes e duas assistências. Pelo lado rubro-negro, Marquinhos foi o cestinha, com 16 pontos, além de anotar cinco rebotes e três assistências.