Flamengo vai melhor sem Guerrero

Aproveitamento sem o peruano supera quando o centroavante está em campo

Por O Dia

Rio - O Flamengo lamentou muito perder Paolo Guerrero quando ele foi convocado para a Copa América Centenário. No entanto, desde que o peruano voltou, o Rubro-Negro tem jogado melhor quando o atacante está machucado ou representando seu país. Brigando na parte de cima da tabela do Brasileiro, o time comandado pelo ainda interino Zé Ricardo terá de volta seu camisa 9, que desfalcou o Flamengo em quase 40% dos jogos desde que começou sua jornada no clube.

A estreia de Guerrero foi promissora contra o Internacional, mas o atacante não decolou. Com ele no time o aproveitamento é de 50,42% com 17 vitórias, oito empates e 14 derrotas. Sem ele, sobe para 56% dos pontos disputados com 13 vitórias, três empates e nove derrotas.

Guerrero está de volta ao FlamengoGilvan de Souza / FlaImagem

O peruano fez 14 gols em 39 partidas, média de 0,35, bem parecida com a dos atacantes que o Flamengo teve desde que sua estrela chegou. Kayke teve média de 0,4 em 2015, enquanto o jovem Felipe Vizeu tem 0,27, embora tenha jogado 90 minutos em apenas seis dos seus 18 jogos como profissional.

Embora não tenha sido decisivo, Guerrero segue com prestígio entre os jogadores rubro-negros. “Ele se cobra muito. É nosso homem-gol. Ele nos cobra também para receber a bola. Eu, Marcelo Cirino, Alan Patrick, a gente sabe onde vai dar a bola nele”, disse Everton, ontem, em entrevista coletiva

FRACASSO NO SÓCIO-TORCEDOR

A explosão da chegada de Guerrero também ficou para trás na parte financeira. Na semana da estreia do artilheiro o programa de sócio-torcedor do clube chegou a quase 62.800 pagantes, sendo a quinta maior força do país. Agora, são pouco mais de 53 mil, uma queda de mais de 16% e o nono maior programa para a maior torcida do Brasil. Vale também ressaltar que neste período os resultados de campo do Flamengo não ajudaram e a situação financeira do país piorou.

DONATTI QUER SER RUBRO-NEGRO

O Flamengo continua interessado na contratação do zagueiro Alejandro Donatti mesmo após a chegada de Rafael Vaz e Réver. E, pelo visto, a vontade do zagueiro é jogar no Rubro-Negro. Ontem, ele deixou a concentração do Rosario Central alegando problemas particulares — uma maneira de pressionar a diretoria do clube argentino a aceitar a proposta da equipe carioca, que deseja adquirir 50% de seus direitos por R$ 4,39 milhões. Em um primeiro momento, o Rosario Central recusou a proposta do Flamengo.

Nova reunião está agendada para hoje, mas, desta vez, com o zagueiro de 30 anos fazendo força para deixar a equipe e vir jogar no futebol brasileiro, pode haver novo desfecho e a contratação de Donatti ser concretizada.