Flamengo aposta em 'psicológico forte' para não se abater com 'resultado cruel'

Fla foi goleado pelo Corinthians e caiu para o sétimo lugar

Por O Dia

São Paulo - A expectativa de voltar para o G-4 se transformou em um duro golpe para o Flamengo. O Rubro-Negro, após um bom primeiro tempo, foi goleado pelo Corinthians, neste domingo, na Arena Corinthians, e caiu para a sétima colocação do Campeonato Brasileiro. Uma derrota dolorosa, mas que não pode abalar o time, avisa o técnico Zé Ricardo.

Zé Ricardo tenta levar o Flamengo novamente ao G-4Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"O resultado aconteceu de forma cruel para nós. Mas a competição exige que a gente esteja forte em todos os aspectos, nosso psicológico tem de estar forte", declarou o técnico Zé Ricardo.

O comandante rubro-negro evitou caça às bruxas e poupou a zaga do Flamengo após a goleada, dando apoio a Réver e Rafael Vaz - Juan está recuperado de lesão, mas terá de brigar por uma vaga.

"Está titular (a zaga), vem mostrando bom desempenho. Não é em uma partida que vamos tomar uma definição. Até o início da partida a gente tinha a segunda melhor defesa da competição. Estávamos numa crescente. É apagar o resultado e tirar as lições para continuar", acrescentou.

Quem de fato perdeu o posto de titular foi o goleiro Paulo Victor. Lesionado, ele saiu do time e viu Alex Muralha se destacar.

"Tive uma conversa com ele (Paulo Victor) e o Victor Hugo, treinador de goleiros, sábado de manhã. Explicamos o motivo de manter o Alex. O Paulo ia voltar no meu terceiro jogo, mas ele sentiu outra contusão. Já era um tempo muito grande. O Alex vinha bem, e naquele momento a gente não viu motivo para tirá-lo. Expliquei que não achava coerente tirar o Alex. Ele vai trabalhar e vai brigar de igual para igual pela vaga do Alex", encerrou Zé Ricardo.

Sétimo colocado do Brasileiro, com 20 pontos, o Flamengo volta a campo no domingo, quando vai enfrentar o Atlético-MG, às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília.