No Flamengo, é hora da arrancada

Contra trio da parte de baixo da tabela, Fla quer subir na tabela

Por O Dia

Rio - Na briga pelo G-4, o Flamengo vê com bons olhos a sequência de jogos que terá pela frente. A equipe vai enfrentar Botafogo, América-MG e Coritiba, três adversários que brigam na parte de baixo na tabela, e, caso consiga resultados favoráveis, acredita que o fim do primeiro turno será uma boa hora para arrancar rumo à disputa do título brasileiro.

Rafael Vaz mostra confiança e diz que o Flamengo terá o que comemorar ao fim do BrasileiroGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

“As equipes estão começando a respeitar mais o Flamengo. Não adianta ter bom elenco se, dentro de campo, as coisas não acontecerem. Claro que temos muito a melhorar. Mas quando chegar o dia 4 de dezembro vamos estar felizes e comemorando”, disse, confiante, o zagueiro Rafael Vaz.

Contra os clubes da parte de baixo da tabela, o Flamengo tem aproveitamento de 61,9%, com quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Apesar de duas das três próximas partidas serem fora de casa, isso não preocupa, já que o time tem 50% de aproveitamento atuando longe de seus domínios. Contra o Alvinegro, mesmo sendo um clássico, o jogo será na Arena Botafogo e os rubro-negros terão direito a somente 1.500 ingressos no estádio da Ilha do Governador.

“Clássico é clássico, independentemente da posição das equipes. Vai ser uma grande partida, e vai vencer quem estiver mais preparado. Quando se fala de Flamengo, é o resultado, não só os números”, explicou Rafael Vaz, que convive com a sombra de Juan e do recém-contratado Donatti, que acertou nesta terça-feira seu visto de trabalho e deve estar à disposição para o clássico.