Para se manter no G-4, Fla pode ir com ataque potente para encarar a Chapecoense

Rubro-Negro pode ter Damião e Guerrero neste domingo

Por O Dia

Santa Catarina - Com a possibilidade de Leandro Damião e Guerrero começarem uma partida juntos pela primeira vez, o Flamengo encara neste domingo, às 16h, a Chapecoense, na Arena Condá, para se firmar no G-4 do Brasileiro. O Rubro-Negro é o quarto colocado, com 37 pontos, três a menos do que o Palmeiras, primeiro colocado, que enfrenta hoje o Fluminense, no Mané Garrincha, em Brasília.

O técnico Zé Ricardo não confirmou o time titular para a partida de domingo. Mas, no treino do último sábado, em Chapecó, ele observou a formação com Guerrero e Damião no ataque. Os dois formaram o ataque do Flamengo nos 20 minutos finais da derrota por 1 a 0 para o Sport, na abertura do returno. A partir de segunda-feira, Guerrero estará á disposição da seleção peruana.

Flamengo tem duelo importante contra a ChapecoenseGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Assim, Zé Ricardo começou a atividade com Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Diego; Guerrero e Leandro Damião. Mas, durante o treinamento, o técnico observou outra formação: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Everton, Gabriel e Guerrero. Zé Ricardo ainda substituiu Willian Arão por Cuéllar na parte final.

Mesmo atravessando boa fase no Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro não vem de um bom resultado. Na quarta-feira, o time, com muitos reservas, foi goleado por 4 a 2 para o Figueirense, pela Copa Sul-Americana. A decisão da vaga às oitavas de final da competição será na quarta-feira, em Cariacica (ES).

A partida de domingo também será a primeira em que Diego e Guerrero atuarão juntos. Será o segundo jogo de Diego pelo Flamengo. O meia estreou contra o Grêmio, fazendo um gol, numa partida em que Guerrero estava suspenso.

O peruano voltou ao time na quarta-feira, quando enfrentou o Figueirense pela Copa Sul-Americana, mas Diego foi poupado.