Por pedro.logato

Rio - O bom momento de Alex Muralha abre espaço para que Paulo Victor cumpra a tarefa que mais realizou na sua trajetória no Flamengo: provar o seu valor. Com a convocação do hoje titular de Zé Ricardo para a Seleção Brasileira, o camisa 48 terá nova chance, com a missão de fechar o gol e ajudar o Rubro-Negro a vencer o Santa Cruz, domingo, a fim de se manter próximo ao Palmeiras na disputa pelo título. Nesta segunda-feira, o Verdão venceu o mesmo time pernambucano e abriu três pontos de vantagem.

Na última oportunidade que recebeu, Paulo Victor sofreu quatro gols contra o Figueirense, pela Copa Sul-Americana. O jogador teve uma atuação ruim, agravada pela escalação de um time misto com dupla de zaga sem ritmo de jogo — Donatti e Juan.

Paulo Victor vai assumir titularidade no FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Entre a última temporada e a atual, a diretoria do Flamengo contratou Muralha, que havia se destacado pelo Figueirense. A nova sombra não intimidou Paulo Victor. Em várias entrevistas, o goleiro garantiu não temer a concorrência. Ao sair do time com dores lombares, porém, abriu a brecha que Muralha precisava. Em 2016, Paulo Victor disputou 27 jogos e foi vazado 23 vezes — média de 0,85 por partida. Já Muralha tem 30 participações e 30 gols tomados — 1 de média.

Paulo Victor passou praticamente cinco anos entre reserva de Bruno, por curto período — era o terceiro goleiro, atrás de Marcelo Lomba na fila — , e de Felipe, também disputando a posição de segunda opção com Diego.

De 2010 a julho de 2014, quando assumiu o lugar de Felipe, Paulo Victor atuou 53 vezes e sofreu 59 gols. Em alguns momentos, chegou a ter a preferência de parte da torcida. Como titular absoluto, condição que o goleiro manteve até maio deste ano, foram 102 partidas e 99 gols sofridos.

Paulo Victor pode ter que jogar também no Fla-Flu da rodada seguinte. A Seleção enfrentará a Venezuela, em Mérida, na terça-feira da semana que vem, véspera do clássico. Se Muralha não atuar e for possível a montagem de uma logística que permita que ele esteja em campo, Zé Ricardo terá que avaliar o desgaste acumulado por mais uma longe viagem.

CLUBE PODE PAGAR PARA TER O MARACA MAIS CEDO

O Flamengo acena com a possibilidade de custear a recuperação do gramado do Maracanã, desde que tenha garantias de que poderá usar o estádio dia 23, contra o Corinthians. A ideia é ajudar o Comitê Rio-2016 a quitar a dívida com a Greenleaf, empresa responsável pela manutenção do gramado do estádio.

“O gramado agora nem é o maior problema. Essa é uma questão do comitê, e o Flamengo está disposto a ajudar no que for possível. Mas apenas no que for possível”, despistou o diretor-geral do clube, Fred Luz, ao site ‘Globoesporte.com’.

O Comitê Rio-2016 afirma que ainda não recebeu a oferta, mas aceita conversar.

Você pode gostar