Por edsel.britto

Rio - Com três jogos sem vitória no Brasileirão, o Flamengo tem um clássico contra o Botafogo, no sábado, às 17h, no Maracanã, como um jogo-chave para não ficar para trás na disputa pelo título. Apesar da sequência ruim, Guerrero, assim como o elenco do Rubro-Negro, mantém a confiança na conquista do hepta em alta. 

"Poderia estar melhor, poderíamos ter resultados melhores, mas ainda faltam cinco jogos e nada está confirmado. Acho que estamos brigando pelo título. Se ganharmos os cinco jogos, acho que temos", afirmou Guerrero em entrevista coletiva no Ninho do Urubu, nesta quinta-feira.

Guerrero segue confiante no título apesar dos três jogos sem vitóriaGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Por coincidência, o momento de queda do Flamengo no Brasileirão vai de encontro com o crescimento do rendimento particular de Guerrero. Nesses três jogos sem vitória, o atacante não só marcou três gols, mas como ajudou na construação das jogadas ofensivas. O peruano credita a boa sequência ao entendimento com os seus companheiros em campo.

"Eu tento conversar muito com os companheiros fora do campo, tento compreender eles e que eles compreendam a mim. Eu quero que eles tenham confiança em mim para me dar a bola quando for. Não sou centroavante que quero chutar todas as bolas. Sinto que eles querem jogar comigo e eu também quero entender eles bem. Espero entrar nessa química com os meias e com os atacantes do lado".

E para confirmar que o momento realmente é bom, Guerrero terá que quebrar um tabu pessoal no Maracanã. O peruano nunca marcou em clássicos contra o Botafogo. O atacante prefere não pensar no tabu e quer mesmo é sair com a vitória sobre o rival no sábado.

"Todos clássicos têm diferentes histórias. Não se pode dizer que a gente tem um tabu com o Botafogo. Todos jogos são diferentes. A gente já está planejando o sistema de sábado. Podemos pensar que a gente pode ser campeão. Com certeza vamos entrar com fome de ser campeão".

Você pode gostar