Por gabriel.santos
Rio - A temporada 2017 do futebol brasileiro acabou de começar e, enquanto a maior parte dos torcedores se preocupa com os reforços ou com o elenco de seu time, a torcida do Flamengo pode ter que voltar suas atenções para os direitos de transmissão do clube. Segundo o presidente Eduardo Bandeira de Mello, se o Campeonato Carioca começasse nesta quinta-feira, o Rubro-Negro não teria seus jogos transmitidos na televisão.
Bandeira de Mello quer que o Flamengo receba mais dinheiro pelos direitos de transmissãoDivulgação / Flamengo

Em coletiva de imprensa, o mandatário do Flamengo revelou que a Globo não tem acordo com o clube para transmitir os jogos do Estadual. Para os dirigentes, a quantia oferecida pela emissora não é suficiente.

"Nossa avaliação é que devemos receber de acordo o tamanho do clube e a audiência proporcionada por ele. Esperamos que as negociações sejam concluídas da melhor maneira possível, mas temos que defender o direito do sócios e do torcedor. Se o campeonato começasse hoje, teriam de ir ao Maracanã, ou ouvir pelo rádio. Vamos torcer para chegar em um acordo", afirmou Bandeira de Mello.
Publicidade
O presidente não aceita receber R$ 15 milhões, mesmo valor pago a Fluminense, Vasco e Botafogo. Segundo Bandeira, o Flamengo gera mais audiência e, por consequência, deveria ser mais valorizado. O Rubro-Negro estreia no Estadual no próximo dia 28, contra o Boavista.