Torcida do Flamengo compra 50 mil ingressos para o jogo contra o Altético-PR

Expectativa é de que, mais uma vez, a sintonia entre campo e arquibancada seja traduzida em desempenho da equipe rubro-negra

Por O Dia

Rio - Os 50 mil ingressos vendidos para o jogo desta quarta-feira, contra o Atlético-PR, no Maracanã, às 21h45, mostram que a torcida do Flamengo escolheu confiar na equipe, apesar dos empates nas últimas quatro partidas. A mesma opção fez a diretoria, que, internamente, dá a Zé Ricardo a certeza de que a avaliação do seu trabalho ainda é positiva. Uma vitória pode içar o Rubro-Negro da quarta colocação à liderança do Grupo 4 da Libertadores. E, com a sua casa favorita lotada, o time não pode pensar em perder pontos.

Donatti e Guerrero se divertem no aquecimento no treino no Ninho do UrubuGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

A eliminação na semifinal da Taça Rio não teve grande impacto no ambiente do clube. Além de o segundo turno ter pouco valor esportivo, a superioridade do Fla sobre o Vasco, no empate em 0 a 0, serviu de consolo. Por outro lado, a dificuldade de fazer o resultado diante de um adversário identificado como mais frágil serve de alerta.

A sequência de atuações abaixo do esperado fez uma vítima: Rafael Vaz foi barrado. Ele vinha sendo perseguido pela torcida desde que falhou na derrota para Universidad Católica, na última rodada da Libertadores. Donatti, seu substituto desde sábado, também já teve que lidar com a impaciência vinda da arquibancada. Contagiado pelo clima de confiança, no entanto, o zagueiro argentino espera que a galera empurre o time em campo. "A torcida tem que estar tranquila. Estamos tendo resultados positivos e trabalhando durante a semana. O que passou, passou", garante.

A estreia contra o San Lorenzo, mais do que como referência, serve de inspiração. Desde então, Zé Ricardo costuma citar a partida em suas coletivas e ressalta o fato de a torcida ter dado demonstração de ter abraçado a causa. Diante de mais de 60 mil torcedores, o Flamengo goleou os argentinos por 4 a 0.

Nesta quarta-feira, a expectativa é de que, mais uma vez, a sintonia entre campo e arquibancada seja traduzida em desempenho. Disso depende a manutenção da atmosfera experimentada atualmente. Se perder pra o Atlético-PR, e a Universidad Católica vencer o San Lorenzo, o time de Zé Ricardo ficará quatro pontos atrás dos dois primeiros colocados, com três jogos a disputar, dois fora de casa.