'Flamengo expõe sua torcida ao ridículo', diz ex-presidente do Sport sobre 1987

Homero Lacerda, mandatário da época da polêmica, ainda acusou o Clube dos 13 de 'roubar' o patrocínio do clube pernambucano para eles

Por O Dia

Pernambuco - Homero Lacerda, presidente do Sport em 1987, esculachou a diretoria do Flamengo pela busca na Justiça do reconhecimento do polêmico título do Campeonato Brasileiro daquele ano. O Rubro-Negro recorreu em última instância ao Superior Tribunal Federal. No entanto, o posicionamento do STF reforçou a decisão da CBF, que sempre considerou o clube pernambucano como campeão.

Homero Lacerda foi presidente do Sport em 1987Reprodução Twitter

"O Flamengo expõe sua torcida ao ridículo. Ele chegou a ponto de pedir para dividir um título", disse o dirigente em entrevista à ESPN Brasil. "Um presidente de gabarito do Flamengo diz que é campeão brasileiro porque todo mundo sabe. Meu Deus. Isso é humilhar o Flamengo, isso é desrespeitar o Flamengo. O deboche a Pernambuco... Ele não respeitou a torcida do Flamengo. Eles estão sendo humilhados", completou Homero Lacerda.

O ex-dirigente aproveitou a entrevista concedida à ESPN Brasil para acusar o Clube dos 13, o responsável por organizar a Copa União em 87, de 'roubar' o patrocínio para eles.

"Pelo regulamento da competição (Copa União), o patrocínio pertencia a todos os clubes participantes. Mas eles não quiseram dividir. O dinheiro era para comprar o Brasileiro de 87 e o Clube dos 13 foi criado sabendo desse dinheiro. O Sport pode acionar a Justiça para a devolução desse dinheiro", acusou Lacerda.

Entenda o que foi  a Copa União de 1987

Em 1987, a CBF não pode organizar o Campeonato Brasileiro. Com isso, foi criada a Copa União realizada pelo Clube dos 13. A competição foi disputada em dois módulos: o Verde e o Amarelo. O primeiro com os principais clubes brasileiros e o segundo com equipes mais modestas. Ao fim do torneio, o Flamengo foi campeão e teve o Inter-RS como vice no módulo verde, enquanto Sport e Guarani ocuparam as primeiras posições no amarelo.

A CBF então decidiu voltar à organização e decretou que a competição ainda teria um quadrangular entre as quatro equipes para decidir o campeão. Por se sentirem prejudicados, Flamengo e Internacional não aceitaram jogar e o Sport disputou apenas uma final com o Guarani, onde foi campeão.