Flamengo chega a Buenos Aires para duelo com San Lorenzo pela Libertadores

Como o time rubro-negro depende apenas de si, o técnico Zé Ricardo pode optar por uma formação mais conservadora com três volantes

Por O Dia

Rio - Ainda com o desfalque de Diego, a delegação do Flamengo desembarcou ontem à noite em Buenos Aires, na Argentina, em clima de decisão. O empate com o San Lorenzo, nesta quarta-feira, no Novo Gasómetro, garante o Rubro-Negro nas oitavas de final da Libertadores. Pela manhã, o técnico Zé Ricardo não utilizou os prováveis titulares no treino com bola, mas garante ter pensado em soluções para superar as baixas.

Vinicius Junior não viajou com a delegação do Flamengo para Buenos Aires: o garoto, que renovou até 2022, não está inscrito na LibertadoresDaniel Castelo Branco/Agência O DIA

Além de Diego, em fase final de recuperação de uma cirurgia no joelho direito, Donatti, com uma lesão muscular, e Pará, suspenso, são cartas fora do baralho. Rodinei é nome certo na lateral direita. Do meio para a frente, mistério. Fato é que Rômulo, Mancuello e Gabriel voltam a ser opções. Berrío também é reforço após o gancho de três jogos de suspensão.

Como o Flamengo depende apenas de si, Zé Ricardo pode optar por uma formação mais conservadora com três volantes. Caso adote uma postura mais agressiva, Ederson, Mancuello, Gabriel e Berrío são os nomes para tentar surpreender o San Lorenzo em Buenos Aires.

VINICIUS JUNIOR RENOVA

O Flamengo confirmou a prorrogação do contrato de Vinicius Junior até 2022. Segundo o 'Globoesporte.com', o acerto é parte do acordo com o Real Madrid para a venda do garoto pelo valor de 45 milhões de euros (o equivalente a R$ 154 milhões).

Além do reajuste da multa rescisória, que era de 30 milhões de euros (R$ 103 milhões, aproximadamente), o novo vínculo garante ao atacante de 16 anos um significativo aumento salarial. Os advogados das três partes já discutem detalhes do contrato com o clube espanhol, pois Vinicius Junior só pode se transferir após completar 18 anos.