Na tentativa de alavancar, Flamengo enfrenta a Chapecoense na Ilha do Urubu

Zagueiro Rhodolfo foi relacionado para o jogo, mas ficará no banco de reservas. Seu nome apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF

Por O Dia

Rio - O Flamengo não tem tempo a perder, mas precisará esperar para ver o que possui de melhor em campo. Ao time, fazer valer o mando e vencer a Chapecoense, nesta quinta-feira, às 21h, na Ilha do Urubu, é missão dada. Os 11 pontos em oito rodadas — o líder Corinthians tem 20 — obrigam os rubros-negros a ganhar em casa. Para piorar, o técnico Zé Ricardo experimentou na última quarta uma decepção apesar da chegada do novo reforço, Geuvânio: Everton Ribeiro está fora. Se no presente, os problemas a resolver são muitos, o futuro parece reservar dias melhores.

Flamengo entra em campo nesta quinta para jogar contra a Chapecoense, às 21h, na Ilha do UrubuMárcio Mercante / Agência O Dia

O zagueiro Rhodolfo ficará no banco de reservas. Seu nome apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. No caso de Everton Ribeiro, faltou chegar o documento de transferência. A diretoria rubro-negra afirma ter cumprido todos os trâmites burocráticos, o que não foi suficiente: “Vale ressaltar que, além da grande diferença de fuso horário, o país (Emirados Árabes) está em período de Ramadã”, destacou a diretoria, em nota.

VINICIUS JÚNIOR JOGA

Com isso, a estreia do camisa 7 foi adiada para domingo, contra o Bahia. Ele chegou a treinar como titular, ontem, no Ninho do Urubu. Vinicius Júnior atuará no seu lugar.

Resta saber quando Geuvânio terá condições de jogo, para que todos os principais reforços estejam à disposição de Zé Ricardo. O jogador quer um lugar no time, não importa onde. "Posso jogar tanto na ponta quanto no meio. Se precisar, faço a lateral esquerda. Não tem problema nenhum. Estou aqui para ajudar, defender as cores do Flamengo", disse Geuvânio, que espera reencontrar a alegria na Gávea, após um período no futebol chinês: "Jogador gosta de jogar. Eu não estava feliz".