Flamengo não recebe documentos de clube chinês e ameaça ir à Fifa por Geuvânio

Atacante não poderá fazer a sua estreia pelo Rubro-negro contra o Vasco

Por O Dia

Rio - A contratação de Geuvânio segue gerando polêmica no Flamengo. Apresentado e treinando com a equipe, o atacante não poderá estrear contra o Vasco. O ex-clube do jogador, Tianjin da China, não enviou os documentos de transferência e o atleta não pode ser inscrito no Boletim Informativo Diário (BID). O Rubro-Negro deve acionar a Fifa para resolver o problema.

O Flamengo gostaria de contar com o jogador para o clássico contra o Vasco. Os documentos do atleta tinham que chegar até esta quinta-feira. Os advogados da Bichara & Marcos Motta, que trabalham com Geuvânio, já estão trabalhando para conseguir a liberação para as próximas rodadas.

Geuvânio não vai poder enfrentar o VascoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Esta não foi a primeira polêmica envolvendo a contratação do jogador. Antes de fechar negócio com o time chinês, o Flamengo temeu que a negociação não acontecesse por conta do Santos. O Peixe afirmava ter uma cláusula que dava exclusividade ao clube no retorno de Geuvânio ao Brasil. Atualmente o Alvinegro Praiano cobra 500 mil euros (cerca de R$ 1,8 milhão) do Tianjin Quanjian.

O departamento de futebol rubro-negro fez o pedido do registro de transferência internacional aos chineses logo depois da abertura da janela de transferências, no dia 20 de junho. Sem a transação registrada na Fifa, a CBF ainda não reconhece o contrato de trabalho do jogador.