Tentando se manter no G-4, Flamengo vai pra cima do Palmeiras na Ilha do Urubu

Triunfo em casa é fundamental para o Rubro-Negro subir no Brasileirão

Por O Dia


Rio - O 'vai para cima deles, Mengo', canto entoado pela torcida rubro-negra, fará ainda mais sentido nesta quarta-feira, na Ilha do Urubu. O Flamengo encara o Palmeiras, às 21h45, com a obrigação de vencer pela primeira vez a série de cinco partidas contra adversários diretos pelo título. A derrota (1 a 0) para o Grêmio e o empate (1 a 1) com o Cruzeiro deixaram a equipe de Zé Ricardo mais afastada do líder Corinthians, que soma 36 pontos, 12 a mais que o Flamengo (24). Nas próximas três rodadas, o time enfrenta outros dois postulantes — Corinthians e Santos, ambos em São Paulo. A exceção é o Coritiba, sábado, em casa.

Zé Ricardo afirma que não vai mudar o estilo de jogo do Flamengo para enfrentar o PalmeirasGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Muito provavelmente, Cuca está pensando na estratégia de segurar a equipe, mas o futebol tem várias nuances. Por muito tempo foi exaltada a posse de bola, e a gente tem visto grandes equipes do Brasil trabalhando sem a bola. A gente precisa de atenção para sempre que tiver um veneno trabalhar com o remédio. A maneira de o Flamengo jogar é como a torcida canta: 'Vai para cima deles'. A gente não pode querer mudar esse estilo. Podemos adotar uma estratégia ou outra, mas basicamente precisamos buscar o jogo", afirmou Zé Ricardo.

Antes de começar o Brasileiro, Flamengo e Palmeiras, a dupla de elencos mais caros do país, eram os cotados para conquistar o título. Passadas 14 rodadas, os dois clubes lutam ponto a ponto para saber quem será o perseguidor do Corinthians, que abriu larga vantagem sobre os demais.

"Muitas vezes o que a gente planeja não acontece. Flamengo e Palmeiras acabaram falhando em alguns momentos, mas temos que buscar nossa recuperação amanhã (hoje). O início ruim fez com que não estivéssemos na posição que gostaríamos, e a sequência que temos não é fácil. É pontuar dentro e fora de casa", projetou o técnico rubro-negro.