'Fora, Zé Ricardo' vira coro entre os torcedores do Flamengo após empate na Ilha

Treinador foi hostilizado pela torcida depois de terceiro jogo sem vitória

Por O Dia

Rio - O empate do Flamengo com o Palmeiras, em 2 a 2, foi bastante indigesto para a torcida rubro-negra, que não perdoou a terceira partida sem vitórias no Campeonato Brasileiro. O "fora, Zé Ricardo" virou coro entre os torcedores presentes da Ilha do Urubu, na última quarta-feira. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, que também foi alvo dos insultos, garantiu a permanência do treinador e se virou contra a arbitragem.

Bandeira de Mello garante Zé Ricardo no comando do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

No final do jogo, alguns torcedores cercaram a saída dos camarotes para cobrar atitude do presidente do Flamengo, que foi xingado e teve que aguardar a situação amenizar para deixar o local sem segurança. Após o tumulto, Bandeira garantiu a permanência de Zé Ricardo para a sequência da temporada.

"Zé Ricardo é treinador do Flamengo e vai continuar sendo. Sabemos que sofre pressões, inclusive de setores da imprensa, mas continua sendo treinador do Flamengo. A gente respeita que parte da torcida não goste, mas a maioria apoia o trabalho que faz no Flamengo e vai continuar fazendo", disse Bandeira de Mello.

A arbitragem foi o motivo de fúria para o presidente. Bandeira acredita que os erros de Jailson Macêdo Freitas foram decisivos no resultado final da partida.

"A gente respeita as manifestações da torcida. Imagino que parte dela pode ter restrição ao meu trabalho, ao da diretoria e comissão técnica, mas tenho certeza que a grande parte está revoltada com a arbitragem. Tivemos uma arbitragem calamitosa que nos prejudicou muito no primeiro tempo. Um pênalti não marcado no início, os dois gols do Palmeiras foram irregulares, o primeiro então com uma falta clamorosa. Impedimento mal marcado, que acabou com gol do Guerrero e um possível pênalti no Éverton Ribeiro, não tenho certeza. São cinco lances capitais", declarou o presidente rubro-negro.