Presidente do Flamengo sai em defesa do goleiro Alex Muralha

Jogador foi muito criticado por falha no gol de empate com Paraná e por não defender pênaltis na eliminação rubro-negra na Primeira Liga

Por O Dia

Rio - As críticas a Alex Muralha, após a eliminação do Flamengo na Primeira Liga, fizeram o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, conceder uma entrevista coletiva no Ninho do Urubu, após o treinamento desta sexta-feira. Em tom bastante sério, o mandatário lamentou os ataques que o goleiro recebeu e afirmou que o clube presta apoio irrestrito a todos os seus atletas.

Bandeira prestou apoio ao goleiro Alex MuralhaReprodução Internet

"É óbvio que os jogadores terão conforto ao saber que a direção do clube está solidária com eles. E eles conosco. A instituição e o jogador foram vítimas de um desrespeito. Espero que isso ainda reforce mais ainda a união de todos nós em relação aos objetivos principais do clube. Chegamos à final da Copa do Brasil e isso não é pouca coisa. Estamos nos preparando para a decisão.", afirmou.

Para Eduardo Bandeira de Mello, com as fortes críticas recebidas, a segurança pessoal do atleta ficou sob risco, além da  exposição do goleiro ao constrangimento público. 

"Nós estamos falando de um ser humano que tem pai, tem filho, tem mãe, como todos nós aqui, e que foi vítima. Num momento em que todos nós estamos empenhados em acabar com a violência no futebol. Muralha treinou normalmente hoje e é claro que ficou muito triste, mas tenho certeza que nada disso vai prejudicar o trabalho dele. É um profissional de primeira", disse.

O diretor de comunicacão do clube, Marcio McCulloch, afirmou que o relacionamento da diretoria do Rubro-negro com todos os veículos da imprensa foi sempre muito positivo.

"Se tem uma coisa que me orgulho é do bom relacionamento honesto que temos com todos os veículos aqui todos os dias aqui cobrindo o clube. Essa relação sempre foi muito boa e vai continuar sendo boa. O Flamengo é um clube democrático e também é democrático no trato com a imprensa", afirmou.