Novela sem fim! Flamengo recorre de decisão do STF e quer dividir título de 1987

Supremo decidiu que o Sport era o campeão brasileiro daquele ano

Por O Dia

Brasília - A polêmica envolvendo o título brasileiro de 1987 se arrasta há 30 anos e parece não ter hora para acabar. Nesta quinta-feira, o Flamengo entrou com novo recurso no Supremo Tribunal Federal (STF), buscando uma divisão do título com o Sport Recife.

Brasileirão de 1987 foi julgado pelo STFDivulgação

Em abril deste ano, a Primeira Turma do STF havia decidido, por três votos a um, que o campeão daquele ano, por direito, seria o Sport, em decisão que parecia dar fim à discussão.

A missão da defesa do Flamengo é de buscar uma divisão do título, já que a interpretação rubro-negra indica que a Justiça pernambucana, responsável por dar a taça ao Sport, no início do julgamento, não teria garantido a exclusividade do campeão.

Esta foi a postura de Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo que votou, em abril, pela divisão do título, ao contrário de Rosa Weber, Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello, favoráveis ao Sport.

Os advogados do Rubro-Negro carioca entraram com um embargo de declaração que, em teoria, não tem a possibilidade de alterar o resultado do julgamento, mas serviria para esclarecer pontos que poderiam gerar confusão. Entre eles estaria a possível divisão do título daquele ano.