Flamengo sai na frente, mas cede empate e Independiente fatura a Sul-Americana

Torcedores rubro-negros lotaram o Maracanã, mas saíram sem título

Por O Dia

Rio - Não deu! O Flamengo não conseguiu o título da Sul-Americana. Os cariocas saíram na frente, mas cederam o empate ao Independiente. Com isso, a equipe argentina conquistou o seu bicampeonato da competição após o resultado de 1 a 1 no Maracanã.

FOTOGALERIA: Gozações de rivais após derrota do Fla bombam na Internet

Todos os gols aconteceram no primeiro tempo. Lucas Paquetá colocou o Flamengo em vantagem. Pouco tempo depois, em cobrança de penalidade, a equipe argentina chegou ao empate com Barco.

Flamengo ficou no empate por 1 a 1 com o IndependienteAlexandre Brum / Agência O Dia

Foi a segunda conquista do Independiente sobre o Flamengo no Maracanã. Em 1995, as duas equipes decidiram a Supercopa da Libertadores e a equipe argentina se sagrou campeã da competição.

A Sul-Americana é o segundo vice-campeonato do Rubro-negro em 2017. Os cariocas decidiram a Copa do Brasil e acabaram derrotados pelo Cruzeiro.

O JOGO

Dentro de campo, (quase) nenhuma surpresa na escalação. O técnico Reinaldo Rueda, que na véspera havia dito que Everton estava "500% em condições de jogo", colocou o meia desde o início. Mas chamou atenção a opção em sacar o outrora badalado Everton Ribeiro e deixar em campo o jovem Lucas Paquetá. Era isso o que esperava a torcida, que aplaudiu muito o jogador quando ele teve seu nome chamado no sistema de som do estádio.

FOTOGALERIA: Flamengo só empata e fica sem o título da Sul-Americana

A manutenção de Paquetá logo se demonstrou acertada. Além de marcar o gol chorado que abriu o marcador aos 30, o meia era quem mais se movimentava no meio-campo do Flamengo, ora puxando ataques pela direita, ora ajudando na marcação. Ele também pareceu algumas vezes para auxiliar a defesa, onde o veterano Juan não facilitava para ninguém - nem mesmo para a bola. Conhecido pelo fino trato com que sempre a tratou, ontem ele não se furtou a dar balão.

Flamengo não conseguiu dominar partida no MaracanãAlexandre Brum / Agência O Dia

Chutes longos, aliás, foram a tônica do Flamengo. Foram muitos os lançamentos e as tentativas de ligação direta, quase sempre sem resultado prático. No primeiro tempo, na única vez em que a jogada deu certo, aos 13, Everton perdeu o gol cara a cara com Campaña.

Do outro lado, o Independiente era uma equipe que buscava o gol nos contra-ataques e o título na base da catimba. A vitória por 2 a 1 no jogo de ida fez o time argentino jogar mais concentrado, sem afobação e tocando a bola. De quebra, os argentinos precisaram de apenas oito minutos para empatar depois que o Flamengo abriu o marcador, em gol de pênalti assinalado por Barco.

Com o tempo correndo contra, o técnico Reinaldo Rueda decidiu arriscar na etapa final. As entradas de Vinicius Junior e de Everton Ribeiro deram ao Flamengo mais força ofensiva, mas ao mesmo tempo deixaram a equipe mais vulnerável. Gigliotti passou a ganhar espaço no meio, e Barco pela direita. O jogo ficou em aberto, e as melhores chances acabaram sendo argentinas. No fim, prevaleceu o empate. A festa foi dos mais de quatro mil argentinos que foram ao Rio. Ao flamenguistas, restou a frustração em 2017.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 1 INDEPENDIENTE

Local: Maracanã (Rio de Janeiro)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e Cristian de la Cruz (COL)
Cartões amarelos: Albertengo, Campaña, Barco e Meza (IND); Juan, Everton e Vinicius Junior (FLA)
Cartões Vermelhos: Cuéllar (Flamengo)
Renda/Público: R$ 6.694.300,00./ 62.567 presentes
Gols: Lucas Paquetá (29'/1ºT); Barco (39'/1ºT)

INDEPENDIENTE: Campaña, Bustos (Gastón Silva - 40'/2ºT), Amorebieta, Alan Franco e Tagliafico; Diego Rodríguez, Domingo e Martín Benítez (Albertengo - 33'/1ºT); Meza (Sánchez Miño - 37'/2ºT), Barco, Gigliotti - Técnico: Ariel Holan.

FLAMENGO: César, Pará, Réver, Juan e Trauco (Vinicius Junior - 10'/2ºT); Cuéllar (Éverton Ribeiro - 33'/2ºT), Willian Arão e Diego; Lucas Paquetá (Lincoln - 39'/2ºT), Everton, Felipe Vizeu - Técnico: Reinaldo Rueda.

Com informações do Estadão Conteúdo