Bandeira de Mello mostra otimismo para julgamento do Flamengo na Conmebol

Presidente do Flamengo visitou entidade para garantir que clube não seja punido

Por O Dia

Rio - O Flamengo terá de enfrentar uma batalha longe dos gramados antes mesmo de disputar a Libertadores de 2018. O Rubro-Negro será julgado pelos eventos da final da Sul-Americana e pode pegar gancho pesado se a Conmebol assim decidir.

Bandeira de Mello está no Paraguai para sorteio da LibertadoresGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Entre as punições previstas pelos incidentes, está até mesmo a exclusão da competição. Mesmo assim, o presidente Eduardo Bandeira de Mello está tranquilo, após ter visitado a sede da entidade.

"Não foi uma defesa. Foi uma visita solicitada pelo Flamengo, que se vê na obrigação de dar uma satisfação pelos fatos que aconteceram. Fui dar ciência ao presidente Alejandro (Domínguez, presidente da Conmebol) de tudo o que o Flamengo fez para prevenir os atos desagradáveis que acabaram acontecendo."

O mandatário viajou ao Paraguai para acompanhar o sorteio da Copa Libertadores e aproveitou para se encontrar com o presidente da Conmebol para, além de tudo, defender a cidade do Rio de Janeiro.

"Ficou estabelecido esse diálogo (com o presidente da Conmebol) e o Flamengo se colocou à disposição para esclarecer e trabalhar para uma solução para que o Rio de Janeiro não fique marcado por acontecimentos como esse."

O sorteio da Libertadores e da Sul-Americana começa às 21h desta quarta-feira, na sede da Conmebol.