Por felippe.franco
Rio - O técnico Abel Braga afirmou que apoia o atacante Michael após o exame antidoping do jovem ter apontado uso de cocaína nesta terça-feira. No mesmo dia, o Fluminense também garantiu auxílio ao jogador.

"Ele (Michael) não queria treinar. Mas eu o chamei e ele entrou chorando em campo. Isso já é uma resposta dele para a sociedade. Acontece na sua casa, na minha… Nesse momento ele pode saber que, mesmo sendo postiço, ganhou um novo pai e 30 novos irmãos", afirmou o treinador.

Michael comemora gol pelo FluminenseUanderson Fernandes / Agência O Dia

Pouco após a divulgação do resultado, o diretor executivo Rodrigo Caetano também comentou o caso. "Infelizmente esta é uma realidade no país, é uma questão sócio-cultural e vamos tratar desta forma. Não sabemos a quanto tempo isso vem acontecendo, mas precisamos ter cautela para preservar o atleta em todas as instâncias", disse.

Michael tem 20 anos e foi revelado nas categorias de base do Tricolor. O jogador ganhou destaque apenas nesta temporada, tornando-se opção na ausência de Fred e marcando quatro gols no Campeonato Carioca.