Por rafael.arantes

Rio - Dois dias após ser eliminado da Libertadores, o Fluminense ainda convive com a tristeza e a frustração da derrota para o Olimpia. Nesta sexta-feira, o diretor de futebol Rodrigo Caetano concedeu entrevista coletiva e falou um pouco sobre o caso. Ciente das duras críticas da torcida, o dirigente fez questão de garantir a sequência do trabalho, descartando qualquer possibilidade da saída do treinador Abel Braga.

Rodrigo Cetano garantiu sequência de trabalho do FluDivulgação

"Apesar da eliminação e da dor que estamos sentindo, a convicção segue a mesma e o trabalho seguirá mantido. Muitas vezes só se qualifica como êxito quando conseguimos o títulos, mas não pensamos assim. O Fluminense, neste passado bastante recente, vem disputado todas as competições no topo da tabela, buscando títulos", disse Rodrigo, que ainda ressaltou a busca do clube em marcar presença também na próxima edição da competição.

"O Fluminense tem quase que obrigação de retornar na próxima Libertadores. Para isso temos dois caminhos. O Campeonato Brasileiro, onde vamos lutar até o fim, e a Copa do Brasil, que entraremos nas oitavas de final", projetou.

Sem reforços em vista
Quando questionado sobre a possibilidade do clube se reforçar para o decorrer da temporada, o dirigente foi enfático ao garantir que não há nenhum tipo de negociação em andamento. No entanto, a afirmação de que caso seja necessário, a diretoria estará sempre disposta a lutar pelos objetivos no mercado.

"Chance disto é praticamente zero. Uma coisa que vocês podem ter certeza é que estamos atento ao mercado. Temos uma grande divisão de base e sempre vamos olhar para baixo tentando abastecer nosso elenco e também estaremos ligados. Sempre estamos atentos e se for necessário brigaremos para reforçar nosso elenco. Mas garanto que não estamos trabalhando com nenhum nome", concluiu.

Você pode gostar