Nos EUA, Deco lamenta não estar presente em manifestações

Apoiador dá apoio aos protestos no Brasil

Por O Dia


Estados Unidos - Mais um jogador do Fluminense deu apoio aos protestos ocorridos no Brasil. Depois de Fred, foi a vez de Deco declarar estar a favor das manifestações que vem se sucededendo no Brasil nos últimos dias.

Deco fez elogios aos manifestantesDivulgação

Por meio do Facebook, o luso-brasileiro, que está nos Estados Unidos para a intertemporada com o Flumiinense, mentou não poder fazer parte do movimento nas ruas.

''Enfim um povo que se revolta!nao pela aumento do onibus, mas sim por um pais que esta crescendo pra poucos, onde tudo se tornou banal, onde tudo era aceitavel ate os protestos! Me sinto impotente estando longe nesse momento.'', afirmou.

Nascido no Brasil, mas conhecedor de várias cidades do mundo por ter jogado futebol em países como Portugal, Espanha, Inglaterra, Deco fez uma comparação com a situação nacional.

''Meu sentimento é de revolta com um país onde a vida está mais cara que Londres, Barcelona, Lisboa, Nova Iorque e muitos mais sem os mesmos benefícios. Onde pagamos por educaçao e saude se nao quisermos morrer nos hospitais ou ver um filho ir pra escola sem o minimo de preparaçao! Vivi muita coisa nos lugares onde joguei e sei que o que estamos vivendo é uma mentira cada dia mostrada na TV, cada dia que passa tudo é mais caro e de mais dificil acesso pra todos Vi Copas do Mundo, Eurocopas em outros paises e nunca vi esse absurdo, superfaturamento na nossa cara como se fossemos todos ignorantes e bobos. Obrigado a todos que estao nas passeatas e saibam que a revolta e de todos!'', disse.

Por fim, o jogador afirmou que não costuma falar sobre assuntos polêmicos na sua página do Facebook, mas admitiu fazer exceção por conta da importância do momento.

''Enfim, minha pagina nunca foi pra falar sobre politica, religião, educaçao, filosofia ou seja la o que for que nao fosse meu trabalho como Profissional de Futebol, mas sou um cidadao brasileiro que foi feliz e repeitado em muitos lugares, onde um país que amo me adotou, por sinal com muita corrupçao também (de repente essa herança nao foi tao boa), mas onde fui e feliz e respeitado como Portugal! Mas nåo posso ser imune ao que esta acontecendo nesse momento de revolta de um povo que muitos nao achavam capaz disso, onde muitos por muitos anos nos julgavam como bonecos fáceis de manipular, onde o Povo era o que menos importava!Viva o Brasil, viva o Povo que demonstrou que nao aceitamos tudo que nos é imposto!'', concluiu.