Peter Siemsen garante que alteração nos lugares das torcidas é definitiva

Presidente do clube foi categórico 'Não vai haver mudança'

Por O Dia

Rio - Em coletiva na Laranjeiras na tarde desta quarta-feira Peter Siemsen, comentou a controversa mudança de lugares entre as torcidas de Vasco e Fluminense para o clássico que acontece no próximo domingo no novo Maracanã.

O dirigente, que hoje participa de reunião da Ferj convocada para tratar do assunto, foi categórico ao afirmar que a volta da torcida aos lugares tradicionais no estádio está fora de questão.

"Vamos à reunião porque o Fluminense é membro da Federação e está pronto para debater e conversar. Quando o Vasco joga em São Januário, eles que decidem a posição da torcida deles. Quando joga no Maracanã, é o Fluminense que tem contrato", afirmou Siemsen, negando qualquer possibilidade de voltar atrás na decisão.

Peter afirma "Não haverá mudança"Divulgação

Peter se mostrou muito entusiasmado para a partida, afirmou que o novo Maracanã está incrível e convidou os torcedores tricolores a comparecerem ao jogo. "Aproveito também para convocar a torcida para esse confronto fantástico. A arquibancada será separada meio a meio para cada clube, e tem a área comum em que os torcedores terão área de convivência", disse ele, animado.

Sobre o sistema de gratuidade obrigatório para as entradas, o presidente do Clube das Laranjeiras disse que os 10% reservados para as gratuidades serão distribuídos imediatamente antes da entrada.

"A questão da gratuidade é complicada. O que fizemos? Reservamos 10% e serão entregues para quem apresentar os documentos para retirar e entrar. Gratuidade não pode servir de revenda. Teremos controle para entrega e entrada", afirmou ele.

Mais cedo, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, tentou entrar em contato com a diretoria tricolor, sem sucesso.

Sobre a polêmica envolvendo a suposta confusão que se formaria entre os torcedores com a mudança, Peter Siemsen declarou: "O torcedor já tinha na cabeça de qual lado ia entrar e não pode mudar? Então não pode ir ao estádio, porque não vai entrar no jogo. Não faz o menor sentido. A gente muda rua no Rio de Janeiro. Não fecharam a Avenida Perimetral? Não é possível que a torcida não compreenda".

A disputa acontece neste domingo, dia 21, às 18h30. Antes mesmo da venda ser iniciada, 4 mil ingressos já haviam sido reservados na pré-venda do site do Fluminense.