Por rafael.arantes

Rio - O Fluminense está sem treinador. Com a demissão de Abel Braga, o time das Laranjeiras ainda está a cargo da comissão interina. Em entrevista coletiva concedida nesta tarde, o presidente Peter Siemsen afirma que não existe a confirmação se a equipe já estará sob o comando de um novo treinador no jogo desta quarta-feira, contra o Cruzeiro.

"Não garanto que vá ter treinador na quarta. Avançamos nas conversas e temos condições de fechar algo rápido. Não sou muito da filosofia de mudar várias vezes o treinador é algo positivo. Existem momentos que alguma decisão precisa ser tomada. Com o Abel, as coisas funcionaram durante dois anos, mas agora não está mais funcionando. A nossa escolha vai mostrar para vocês a direção que vamos caminhar", disse Peter.

Presidente concedeu coletiva nas LaranjeirasDivulgação

A demissão de Abel não foi uma decisão simples nas Laranjeiras. Segundo o presidente do Flu, as conversas com o treinador começaram a acontecer após a derrota para o Grêmio e o que mais tomou conta da decisão foi o clima emotivo. Para Peter, Abel terá sempre um lugar especial nas Laranjeiras.

"Conversamos nesses dois últimos dias. A conversa foi mais emotiva por tudo o que a gente viveu. Eu que sou presidente amador, torcedor, vejo hoje o quanto é duro o futebol. A questão das mudanças. Cria-se amizade, carinho, respeito, ver a defesa que o Abel faz do Fluminense e é chegado o momento da separação. Ela está sendo da maneira mais carinhosa e respeitosa possível. Vivemos momentos maravilhosos juntos e também sofremos juntos. Precisamos saber lidar com isso", afirmou o presidente, que também comentou a reação dos jogadores.

"Os jogadores receberam da mesma forma que a gente. Vivemos grandes momentos e dificuldades. Todos nós estamos aqui sentados vivemos um momento emocional difícil", completou.

Você pode gostar