Por pedro.logato

Minas Gerais - Atuando no Independência, o Fluminense chegou a ficar duas vezes na frente do placar, mas acabou cedendo o empate em 2 a 2 para o Atlético-MG. Com o resultado, o Tricolor pode entrar na zona de rebaixamento, caso o São Paulo vença o Criciúma, no Morumbi, nesta quinta.

Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta o Bahia, em partida que será disputada no Maracanã. O Galo encara o Vitória, no Barradão. Ambas as partidas acontecem no sábado, às 18h30.

Fluminense empatou com o Atlético-MGDivulgação

O JOGO

A partida começou muito positivo para o Fluminense. Mesmo atuando fora de casa e com a pressão por conta dos últimos resultados negativos, o Tricolor conseguiu tocar bem a bola e agrediu o Atlético-MG. Aos 13 minutos, o clube carioca chegou ao seu primeiro gol. O jovem Rafinha recebeu pela direita e cruzou, Luan afastou mal, e Wagner deslocou Victor abrindo o placar.

Três minutos depois, o Galo respondeu. Fernandinho fez boa jogada, cortou a zaga tricolor e bateu, mas Cavalieiri salvou o time carioca de levar o empate. Aos 29 minutos, nova chance para o Atlético. Ronaldinho levantou a bola na área, Rever desviou e Tardelli bateu na zaga do Flu. Aos 37 minutos, o Flu teve uma grande chance de ampliar. Wagner deixou Sobis na cara do gol, mas o atacante chutou fraco, em cima do goleiro Victor.

Quando parecia que o Flu iria para o vestiário com a vitória, Ronaldinho apareceu na partida. Após falta cometida por Edinho, o craque cobrou com perfeição, sem chances para Cavalieri fazer a defesa.

O segundo tempo começou com o Atlético-MG com uma postura mais ofensiva. Com menos de um minuto, o Galo quase fez o segundo. Ronadinho cobrou escanteio e a bola sobrou para Leonardo Silva, que chutou por cima do gol. O Fluminense recuou, mas o time mineiro não conseguia criar grandes oportunidades.

O Tricolor se fechava bem e buscava um contra-ataque, o que aconteceu aos 28 minutos. Rhayner disparou em velocidade e na cara de Victor tocou por cima do goleiro, colocando o Flu em vantagem novamente. Um minuto depois, o atacante acabou compensando. Rhyner exagerou em um carrinho e acabou sendo expulso.

Aos 38 minutos, filme repetido para os tricolores. Falta frontal: Ronaldinho na bola e cobrança perfeita, que Cavalieri novamente não conseguiu defender.

Você pode gostar