Por fabio.klotz

Rio - Pela segunda vez desde que chegou ao Fluminense, no fim de julho, Vanderlei Luxemburgo terá uma semana inteira para trabalhar visando ao jogo de domingo, contra o Vitória, e deve contar com dois reforços vindos do departamento médico: Wagner e Ronan. Felipe, Rhayner e Rafael Sobis também voltam de suspensão e dão esperança ao treinador. Na única vez que teve tempo para trabalhar, o Tricolor venceu o Goiás, no Serra Dourada, por 2 a 1, em 28 de setembro, mas acumulou seis jogos sem triunfo na sequência e voltou a ficar ameaçado de degola. A expectativa, agora, é de volta por cima com garra.

Luxemburgo ganha semana para armar o FluDivulgação

"A fase não está muito boa, mas não é desculpa. Temos de continuar correndo atrás, dando a vida como estamos fazendo em todos os jogos até a fase boa voltar e a gente conseguir resultados melhores", analisou o volante Fábio Braga, que entrou bem no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, no sábado.

Campeão brasileiro em 2012, o filho do ex-comandante Abel só pensa em aproveitar as oportunidades e ajudar o Fluminense a sair da 15ª colocação, com 36 pontos.

"Pude aproveitar a oportunidade do professor Luxemburgo. Marcos Junior também entrou no segundo tempo contra a Ponte e fez a jogada do gol. Mesmo que a bola não esteja entrando, o importante é que o grupo está mostrando espírito de guerreiro. Estamos buscando o resultado", disse Fábio Braga ao site oficial do clube.

FRED CONTRA A FALTA DE GOLS

A escassez de gols nos últimos jogos vem preocupando o técnico Vanderlei. O Tricolor tem o sexto pior ataque do Brasileirão, com 33 gols anotados, e marcou apenas três vezes nas últimas seis partidas. A solução para isso seria o retorno do atacante Fred. A carência no setor é tanta que o treinador estuda utilizar o camisa 9 mesmo sem ele estar 100% fisicamente.

"Vamos na conta do chá mesmo. Não tem como esperar ficar completamente recuperado. É impossível. Vai ter que entrar no pau. Não dá para esperar o cara entrar em forma. Precisamos dele o quanto antes", afirmou Vanderlei, preocupado.

Você pode gostar