Refugiado em Atibaia e com salários em dia, Flu quer vencer e respirar na tabela

Tricolor vive momento bem complicado no Brasileirão

Por O Dia

Rio - Há dez meses, o Fluminense iniciava a pré-temporada em Atibaia e vislumbrava o inédito título da Libertadores como prioridade em 2013. O sonho não se realizou e vieram os pesadelos no Carioca, Copa do Brasil e Brasileirão. Fragilizado pelo alto risco de rebaixamento, o time voltou à cidade paulista em busca de um refúgio. No primeiro dia de trabalho, o jovem Biro Biro ressaltou que a privacidade encontrada no local será fundamental na preparação para o confronto com o Corinthians, domingo, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

Tricolor tenta fugir da degolaMárcio Mercante / Agência O Dia

“Com certeza é importante. É um momento em que ficaremos um pouco mais junto, com tempo de nos entrosarmos mais. Isso é muito bom. A escolha que a diretoria fez foi excelente. Agora temos que trabalhar para buscar a vitória contra o Corinthians”, disse Biro Biro.

Longe da pressão da torcida, o técnico Vanderlei Luxemburgo terá a tranquilidade necessária na tentativa de reinventar o Fluminense a seis rodadas para o fim do Brasileiro. Nesse processo, Wagner pode ser a novidade. Em recuperação de uma lesão no ombro esquerdo, o apoiador tem chance de reaparecer na partida contra o Corinthians. A falta de um armador no meio-campo tem sido um dos pontos mais criticados pelo torcedor. Nas últimas partidas, a equipe foi escalada com três volantes.

Em meio à crise, Biro Biro é um dos poucos destaques na péssima campanha do Fluminense na competição. Com personalidade, o atacante superou a concorrência de Samuel e Marcos Junior e se firmou ao lado de Rafael Sobis. Como a equipe costumava a jogar em função de Fred — que ainda se recupera de uma grave lesão na coxa e segue sem previsão de volta —, Biro Biro minimizou a cobrança pela falta de referência na área. Afinal, Sobis tem dez gols no Brasileiro.

“Independentemente de ter um homem de área ou não eu vou dar o melhor para o Fluminense vencer. Sempre que vou à linha de fundo e cruzo tem alguém presente na área”, afirmou.

Diretoria põe folha salarial em dia

Como prometido, a diretoria do Fluminense quitou ontem o salário de setembro dos jogadores e do restante do departamento de futebol. Na semana passada, os demais funcionários do clube já haviam recebido o mês em atraso.
Apesar da boa notícia, o mês de outubro vencerá amanhã e a diretoria busca alternativa para honrar o compromisso depois dos sucessivos atrasos causados por uma série de penhoras que o Fluminense sofreu na Justiça.

De volta à Timemania, o clube finaliza os detalhes do acerto com o Banco Central para receber parte do dinheiro que foi bloqueado pela Justiça nos últimos meses.