Fluminense vai atrás do futebol perdido

Campeões em 2012, Tricolor e Corinthians se enfrentam neste domingo em péssimo momento

Por O Dia

São Paulo - O ano de 2012 é lembrado com saudade pelo torcedor de Fluminense e Corinthians. Campeão carioca e brasileiro, com três rodadas de antecedência, o Tricolor vê sua permanência na Primeira Divisão como o título da temporada. Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, o Timão também coleciona fracassos no ano e vive dias de crise com seus torcedores, apesar do mínimo risco de rebaixamento. Em busca do resgate do bom futebol de 2012, os rivais se enfrentam neste domingo, às 19h30, em Araraquara (SP).

Luxemburgo quer Fluminense se recuperandoDivulgação

Depois de uma semana de muito mistério e trabalho na cidade paulista de Atibaia, o Tricolor tenta corrigir os erros que começaram em janeiro. Tendo a Libertadores como prioridade, a equipe não viu seus principais astros brilharem. A queda precoce nas quartas de final da competição iniciou o desmanche do time, que negociou Wellington Nem e Thiago Neves.

Flagrado no exame antidoping no Carioca, Deco lutou contra a possível suspensão e seguidas lesões. Desmotivado, anunciou, aos 35 anos, sua aposentadoria em agosto. Com a ‘espinha dorsal’ de 2012 comprometida, o Fluminense sentiu a falta de peças de reposição.

Abel Braga não resistiu à má fase e foi demitido em julho. Com o Fluminense à beira do rebaixamento, Vanderlei Luxemburgo chegou sob pressão e se viu obrigado a promover muitos garotos de Xerém para suprir ausências como as de Carlinhos e Fred, que, machucados, podem voltar a jogar apenas em 2014.

Num ano muito ruim do time, Rafael Sobis comemora a regularidade em sua melhor temporada pelo Fluminense. Entre o papel de artilheiro da equipe no Brasileiro, com dez gols, e de líder da garotada, o camisa 23 se divide com Diego Cavalieri, Edinho, Felipe e Jean para conduzir as jovens promessas na missão de livrar o Tricolor da Série B. E este domingo é dia de mais uma decisão.