Vai ser preciso reza forte

Além de vencer o Bahia, em Salvador, Flu tem de secar Vasco e Coritiba, para não cair

Por O Dia

Rio - O Fluminense precisa de um milagre do tamanho do que o salvou do rebaixamento em 2009 para não cair à Série B nesta temporada. Os resultados da 37ª rodada fizeram o Tricolor cair para 18º na tabela classificação, com 43 pontos, e transformou o jogo contra o Bahia, no domingo, em Salvador, numa final de campeonato. Tensão e desespero serão ingredientes da equipe que não depende mais de suas forças para escapar do inferno. Otimista, o técnico Dorival Júnior afirma que se sua equipe repetir a boa atuação que teve no empate em 2 a 2 com o Atlético-MG vai se safar. Os números, porém, atrapalham.

Momento crítico vivido pelo Flu é encarado com otimismo por Dorival JúniorAndré Mourão / Agência O Dia

No ano que ficou marcado como o ‘Milagre Tricolor’, em 2009, o Flu chegou a ter 98% de chances de queda e se salvou com uma arrancada espetacular. Este ano a situação também foge do controle, com 85% de chances, só vencer o Bahia, em Salvador, não resolve. Com 43 pontos, o Flu vai ter que secar o Vasco (44), contra o Atlético-PR, e Coritiba (45), diante do São Paulo.

“Sempre penso positivamente, nunca negativamente. Mas ainda acredito no Fluminense. Vamos trabalhar muito durante a semana, mas com esse espírito apresentado contra o Atlético coisa boa vai acontecer. O Fluminense não vai cair”, ressaltou Dorival, à espera de um milagre.

“Emocionalmente, é natural ficar abalado pelo que almejávamos não ter acontecido, mas não podemos baixar a cabeça. Vamos reequilibrar a equipe e chegar fortes no domingo”, acrescentou.

A expectativa da comissão técnica é de que a noite tensa de sábado não reflita na semana tricolor. Após o jogo, torcedores tentaram invadir o vestiário da equipe, no Maracanã, mas foram contidos por seguranças. O volante Diguinho foi conduzido à delegacia do estádio para prestar esclarecimento após ter atirado uma bolsa de gelo em um torcedor que o xingou.