Salci fufu? Sérgio Mallandro promete pagar promessa e desfilar de fio dental

Humorista não perde o espírito esportivo com a queda do Fluminense para a Série B e relembra glórias do Tricolor

Por O Dia

Rio - Sérgio Mallandro é um torcedor fanático pelo Fluminense. Por conta do seu amor pelo clube, o humorista chegou a fazer uma promessa de que andaria de fio dental, caso o clube carioca fosse rebaixado para a Série B, o que se concretizou neste domingo. Sempre irreverente e com personalidade, Mallandro afirmou que não vai fugir da raia e irá cumprir o que havia prometido.

"Em 1996, o Renato Gaúcho falou que ia desfilar pelado. Eu não vou fazer isso, irei desfilar de fio dental, pode ter certeza de que irei cumprir minha promessa", prometeu Mallandro. A data já está marcada: quinta-feira, às 16h30, em Copacabana.

Sergio Mallandro é torcedor fanático do FluminenseReprodução Internet

Porém, apesar do momento complicado, Mallandro gosta de reviver as boas fases do clube carioca. Ele garante que sempre foi Fluminense. As três cores que traduzem tradição foram passadas para ele de forma hereditária, uma ligação quase que automática.

"Sou torcedor do Fluminense desde criança. Meu pai tem uma história com o Flu, jogou lá, era sócio-proprietário. Ele me ensinou a ser tricolor. Desde pequeno, eu sempre estive presente no Maracanã, fui criado no estádio", afirmou.

A identificação com o clube é tão forte e tão direta que Mallandro não sabe nem precisar qual foi a primeira vez que esteve no Maracanã para ver o Fluminense atuar.

"Não lembro exatamente a partida, mas foi bem cedo, foi com cinco anos. Com eu disse, meu pai sempre foi muito fanático e desde cedo sempre fui ligado ao Fluminense. Ia ao Maracanã e para as Laranjeiras sempre", disse.

Sergio Mallandro terá que pagar promessaReprodução Internet

A infância é realmente muito marcante para o humorista. Tanto que, na hora de escolher as suas equipes favoritas, Serginho não tem dúvidas. Apesar das gerações vitoriosas dos anos 1980 e mais recentemente do "Time de Guerreiros", foram os primeiros times que viu do Tricolor que mais deixaram marcas.

"Várias equipes são marcantes. Destaco duas: primeiro a equipe campeã brasileira de 1970, que tinha o Samarone, o Félix, o Wilton, que marcou um gol de mão no Flamengo. Depois a Máquina com o Rivelino. Foram os heróis da minha juventude", disse ele, que na hora de escolher seus maiores ídolos deu moral a um ícone da nova geração:

"O Samarone foi o ídolo da minha infância. Depois, o Rivelino, que era um grande craque. Atualmente sou muito fã do Fred."

Pagando a promessa ou não, o que Sérgio Mallandro e a torcida do Fluminense esperam é que a temporada de 2014 seja bem diferente para o clube, que terá uma intensa briga para retornar à elite do futebol brasileiro.