Por bernardo.argento

Rio - No pleno do STJD, a Portuguesa obteve uma nova derrota. O clube paulista foi punido com a perda de quatro pontos devido a escalação irregular do meia Heverton na partida contra o Grêmio, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Manuel da Luppa, presidente da Lusa, garante que vai até o final contra essa decisão e não descarta ir à Justiça Comum. 

Presidente da Portuguesa não descarta ir à Justiça Comum Márcio Mercante / Agência O Dia

"A Portuguesa tem que ir até o final. Temos direito. Eu acho um absurdo, O Fluminense não fez por onde para ganhar dentro de campo. A Portuguesa fez um esforço tremendo para ficar na série A. É injusto uma canetada tirar a gente de lá", disse em entrevista ao Sportv.

O julgamento aconteceu na manhã desta sexta-feira na sede do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, na Rua da Ajuda, no Centro do Rio de Janeiro. A Lusa foi punida de forma unânime. Para garantir a segurança dos torcedores, 125 policias militares fizeram a segurança no local.

Você pode gostar