Renato esconde o jogo para a 'decisão'

Técnico do Flu, porém, esquece vantagem do empate e promete ir para cima do Vasco

Por O Dia

Rio - Em um jogo que vale vaga para a final do Carioca, o mínimo detalhe pode fazer a diferença para Renato Gaúcho, que quer ver sua equipe empenhada em buscar o gol durante os 90 minutos, apesar de ter a seu favor um empate.

No entanto, ele adota o mistério como estratégia para confundir o vascaíno Adilson Batista. Sem Jean, expulso na partida de quinta-feira, Rafinha e Wagner são os favoritos para ganhar uma chance entre os titulares.

“Na minha cabeça não tem dúvida alguma, mas para vocês (jornalistas) a escalação só será revelada minutos antes do clássico. O mais importante é que minha equipe foi muito bem, teve disposição, atitude, garra e atenção. É uma partida de 180 minutos, estamos vivos. Temos de jogar com inteligência e saber usar o regulamento na hora certa”, afirmou o treinador.

Renato Gaúcho garante Flu brigando pela vitóriaDivulgação

Bruno melhora

Se não poderá contar com Jean, Renato Gaúcho terá Bruno </MC>à disposição. O lateral-direito levou um pisão de Rodrigo na mão esquerda durante o clássico,mas se reapresentou melhor na tarde de ontem, nas Laranjeiras, e diminuiu a preocupação da comissão técnica.

“Bruno melhorou muito. Ele é um jogador muito importante, vive um bom momento e não acredito que haverá maiores problemas para entrar em campo na semifinal”, disse Renato.
Apesar da cautela, o comandante tricolor reforça sua esperança no esquema do time, que ele próprio considera o mais ofensivo do Brasil, com Walter e Fred. A dupla esteve em ação pela segunda vez consecutiva e agradou. Com qualidade acima da média, a dupla tem o aval total do treinador.

“Eles são atacantes decisivos e, por isso, sempre serão fortemente marcados. Num clássico são poucas oportunidades que aparecem. Na que apareceu, Fred fez o gol. Todo cuidado é pouco quando os jogadores que podem desequilibrar como Waltinho e Fred”, destacou Renato.

Tenório ‘esquece’ reforços

O vice de futebol do Fluminense, Ricardo Tenório, admitiu que o clube está no mercado em busca de reforços, mas revelou que a disputa pela vaga na final do Carioca deixará qualquer negociação em segundo plano.

“Estamos na semifinal do Carioca e nossas atenções estão voltadas para isso. Temos conversado, mas vamos esperar esse momento de decisão passar”, disse Tenório.

Nos últimos dias, os nomes do zagueiro Izquierdoz, do Lanús, e do lateral-esquerdo Kanneman, do San Lorenzo, ganharam força. Mas a janela de transferência internacional fecha segunda-feira. Edson, volante do São Bernardo, está perto do acerto.

Arbitragem

A arbitragem de Wágner Nascimento Magalhães não agradou aos dois lados do clássico. Vice de futebol do Vasco, Ercolino de Luca sugeriu a contratação de árbitros de fora do Rio. Ricardo Tenório, vice de futebol do Flu, rebateu a sugestão do rival.

“É um brincalhão. Sugerir a arbitragem de fora é mais um desprestígio para esse campeonato. Na minha opinião, ele foi muito infeliz. Fomos prejudicados, tivemos jogador expulso, porque ele não seguiu o mesmo critério com os jogadores do Vasco. Tivemos um jogador pisado. Um absurdo”, disse Tenório.

‘Buscaremos a vitória’

Ciente do peso da vantagem do Fluminense, Renato Gaúcho usará a carta na manga na hora certa e não permitirá que sua equipe abra mão de jogar no segundo clássico com o Vasco.

O DIA: Como será a postura do Fluminense neste domingo?

Renato: A mesma. Vou pedir a mesma coisa, não podemos entrar com o regulamento debaixo do braço. Temos de buscar a vitória. Tivemos algumas chances, da mesma forma que o Vasco. Cada um fez um gol. Precisamos usar o regulamento na hora certa. Lógico que os cuidados defensivos nós temos que tomar sempre.

O DIA: A arbitragem no primeiro clássico incomodou?

Renato: Na minha opinião, a entrada do jogador do Vasco (Marlon) no Bruno era para cartão vermelho. A maior prova disso é que o juiz não deu falta, o auxiliar avisou e no momento que ele viu a perna dele se assustou.

O DIA: O que esperar do terceiro clássico com o Vasco no ano?

Renato: Esse mais do que nunca vale a vaga na final. São só decisões. A última batalha entre Vasco e Fluminense no ano pode ser no domingo. Espero que o Fluminense esteja na final do Carioca.