Por bernardo.argento

Rio - O domingo amanheceu triste para os tricolores. Assis, que fazia dupla com Washington (falecido em maio deste ano), no famoso "casal 20", morreu aos 61 anos por conta de problemas renais. O ex-jogador estava internado há algumas semanas no hospital Vita, em Curitiba. O velório acontecerá na capital paranaense, neste domingo, às 15h, na Unilutus. O presidente do Fluminense lamentou a morte do ídolo.

"É uma perda muito grande. Assis foi um dos maiores ídolos da história do Fluminense. Marcou uma geração. Um ídolo que tinha uma forte ligação com o clube desde sempre. Hoje é dia de reverenciá-lo por tudo que fez por nós tricolores", afirmou o presidente Peter Siemsen ao site oficial do clube. 

Assis morreu aos 61 anos e era um grande ídolo do FluminenseReprodução Fluminense

Assis era casado e tinha dois filhos. Pelo clube das Laranjeiras, conquistou o tricampeonato carioca (1983, 1984, 1985) e o Campeonato Brasileiro de 1984. Além de ter entrado em campo 177 vez e ter feito 54 gols. Sua passagem pelo tricolor carioca foi encerrada em 1987. O ex-jogador também atuou por clubes de destaques como: São Paulo, Internacional e Atlético Paranaense.

Atualmente, o ídolo do Fluminense era funcionário do clube, mas também possuía residência em Curitiba, na capital do Paraná.

Você pode gostar